MOSSORÓ RN-152ª – 153ª: A cidade de Mossoró registra cinco assassinatos em menos de 24 horas


152ª – 153ª: A cidade de Mossoró registra cinco assassinatos em menos de 24 horas

DuploDois jovens foram encontrados amarrados e parcialmente queimados na zona rural de Mossoró, no inicio da manhã de hoje, 28 de setembro de 2019, numa estrada carroçável, no Assentamento Frei Damião, localizado as margens da BR 110 entre as cidades de Mossoró e Upanema.

Jadson Lucas Alves Maia “Luquinha” de 17 anos de idade, residente na Rua Frei Bernardo, no bairro Belo Horizonte e seu amigo Esterfeson Pedro Silva de Oliveira “Pedrinho Pica-Pau”, de 25 anos de idade, residente na Travessa Riacho Doce no bairro Barrocas, foram espancados e mortos com requintes de crueldade.

O Duplo homicídio pode ter acontecido no inicio da noite de ontem, 27. No inicio da noite a Central de Operações da Policia Militar recebeu o chamado com informações de disparos de arma de fogo na região. Uma Guarnição do Grupo Tático Operacional realizou patrulhamento nas estradas de acesso ao Assentamento, mas nada foi encontrado.

Na manhã de hoje, populares ligaram pra policia informando a localização dos corpos que estavam parcialmente carbonizados, com as mãos e os pés amarrados, as cabeças enroladas com panos e fitas e apresentando perfurações de balas e hematomas profundos na cabeça provocados por um objeto cortante, faca, facão ou machado.

O Delegado Roberto Moura com a equipe da Delegacia de Plantão acompanhou os procedimentos de pericia no local realizados pela equipe do Itep e acredita que as cinco mortes nas ultimas horas estejam relacionadas e tenham a mesma motivação.

Todos os mortos pertenciam a um grupo criminoso conhecido como “Os Caveiras” radicado no bairro Belo Horizonte em Mossoró e que tem como característica, o símbolo de uma caveira tatuada no lado esquerdo do peito.

A policia recebeu informações, mas não confirmou oficialmente, que as vitimas encontradas hoje, na zona rural, eram amigos de “Reginaldo Thubila”, morto na noite de ontem no Ouro Negro em Mossoró e teriam sido raptados no final da tarde de ontem, 27, para entregar o endereço onde Thubila estaria morando.

Depois que conseguiram, os matadores espancaram muito os dois e os mataram com requintes de crueldade.

A equipe de pericia do Itep identificou marcas de tiros e cortes profundos, provocados por algum tipo de objeto cortante “faca, facão ou até mesmo um machado” segundo a perito Emanuelle Pinheiro, que realizou os procedimentos de pericia no local.

Segundo a perita, além de panos e fita adesivas, os criminosos utilizaram até um cinto para amordaçar as vitimas.

Acompanhe O Câmera nas redes sociais: Instagram –  Twitter –  Facebook 

Duplo

 



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *