Macau RN; Garibaldi volta a alertar sobre o flagelo da seca


garibaldi_seca (1)

Aperfeiçoar os programas de emergência para que eles não se restrinjam à distribuição de água por meio de carros-pipa e voltar a pressionar – como fez inúmeras vezes nos últimos meses – para que o governo acelere as obras de transposição do Rio São Francisco. Estas são as prioridades anunciadas pelo senador Garibaldi Filho para o segundo semestre de 2015.

Em pronunciamento da tribuna do Plenário, o senador traçou um panorama da seca no Nordeste, sobretudo no Rio Grande do Norte. Citando números oficiais divulgados pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), Garibaldi Filho informou que desde que este órgão começou fazer o monitoramento pluviométrico no estado, em 1911, nunca choveu tão pouco como de 2012 para cá.

A chuva que caiu, explicou o senador Garibaldi Filho, foi insuficiente para recompor o nível dos reservatórios do estado. Até então, a média histórica pluviométrica anual do Rio Grande do Norte era de 700 milímetros. Em 2012, este número caiu para 300. No ano seguinte, chegou a 600 milímetros, baixando para 500 mm em 2014. Agora 2015, choveu 400 milímetros.

“Precisamos adotar providências mais efetivas para enfrentar a seca e o verdadeiro problema que é a exaustão dos recursos hídricos”, advertiu Garibaldi Filho. Segundo o senador, dos 167 municípios potiguares, 153 decretaram calamidade pública em virtude dos efeitos da escassez de água. Quando foi governador do RN, Garibaldi implantou um programa hídrico responsável pela construção de 1.000 quilômetros de adutoras no estado.



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.