MACAU RN-CRISE: 11 mil alunos deixam escolas privadas e migram para escolas públicas no RN


images

É destaque na Tribuna do Norte deste domingo a migração de alunos das escolas particulares para a rede pública de ensino.

Segundo a reportagem, 11 mil alunos deixaram os bancos de ensino privado para a rede estadual de ensino na virada de 2015 para 2016, o principal fator é a crise financeira e readequação econômica da nova classe média.

Outro fator que também foi levado em consideração é a facilidade do aluno da rede pública de conseguir bolsas e facilidades para entrar em universidades pelo sistema de cotas.

Blog do BG: http://blogdobg.com.br/#ixzz41SiIljZg

MACAU RN-CRISE: 11 mil alunos deixam escolas privadas e migram para escolas públicas no RN
Avalie esta postagem



Loading...

Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: levanyjunior@blogdolevanyjunior.com

Comentários com Facebook




2 comentários em “MACAU RN-CRISE: 11 mil alunos deixam escolas privadas e migram para escolas públicas no RN

  • 28 de fevereiro de 2016 a 10:17
    Permalink

    E esta evasão acontece em massa das escolas públicas para a privada motivo pelo desemprego e pela diminuição de renda dos pais. E o que provoucou tudo isto? A CORRUPÇÃO. Corrupção que se alimenta da IMPUNIDADE.
    Daí eu ter escrito esta carta aberta ao Presidente do Tribunal de Justiça do RN.
    Inácio Augusto de Almeida
    Jornalista
    DRT- CE 303
    9991397139

    //////////////////////////////////////////////////////

    CARTA AO PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO RN.
    EXCELENTÍSSIMO DESEMBARGADOR CLÁUDIO SANTOS
    Sou um dos muitos milhões de brasileiros indignados com tanta impunidade. Com um sacrifício enorme pago os impostos que me são cobrados e que mantém toda esta estrutura.
    O Brasil vive um momento dramático na sua vida político/econômica e o povo brasileiro anseia por mudanças que, queiramos ou não, terminarão por acontecer. A história aí está a nos mostrar que nunca um sentimento verdadeiro do povo deixou de resultar em grandes transformações sociais.
    Um dos maiores desejos do povo brasileiro é ver a justiça sendo feita de forma mais rápida, não permitindo que por ser lenta se torne injustiça.
    Sei que Vossa Excelência é sabedor do que em 1921 disse Rui Barbosa na sua famosa Oração aos Moços.
    “A JUSTIÇA ATRASADA NÃO É JUSTIÇA; SENÃO INJUSTIÇA QUALIIFICADA E MANIFESTA”.
    É por causa da morosidade da justiça que estou a lhe escrever este apelo.
    Há anos recursos de políticos condenados em 1ª instância aguardam julgamento. As leis brasileiras permitem que estes políticos continuem no exercício de cargos eletivos, inclusive votando leis. Isto gera perplexidade, já que fica difícil entender como pode um político condenado no aguardo de um recurso continuar interferindo diretamente na vida de toda a sociedade. Sei que Vossa Excelência não pode modificar a lei, mas imagino que possa tornar menos lento o julgamento destes recursos. E em assim o fazendo daria para todo o Brasil um exemplo de que a justiça do Rio Grande do Norte atende aos anseios do povo, exemplo que certamente será seguido por todos os outros tribunais de justiça do país.
    Este é o apelo que tenho para fazer a Vossa Excelência em nome de todos os norte-rio-grandenses.
    Atenciosamente
    Inácio Augusto de Almeida

    Responder
  • 28 de fevereiro de 2016 a 10:39
    Permalink

    O meu telefone é 84 991397139.
    Meu nome é Inácio Augusto de Almeida.
    Jornailista Registro Profissional 303 – DRT -CE
    Identifico-me para que não pensem que esta carta dirigida ao Excelentíssimo Desembargador Cáudio Santos seja da autoria de algum fake.
    Antecipadamente agradeço pela liberação do comentário e solicito a todos os que desejam o fim da IMPUNIDADE que divulguem esta carta por todos os meios possívels, seja enviando aos contatos, seja lendo nas emissoras de rádio, seja publicando nos jornais. A todos os que divulgarem esta carta o meu muito obrigado.
    Inácio Augusto de Almeida.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *