MACAÍBA RN-Caminhão com cana-de-açúcar tomba na BR-304 e interdita pista na Grande Natal



Caminhão tombou na noite desta sexta-feira (13) na BR-304 na Grande Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Caminhão tombou na noite desta sexta-feira (13) na BR-304 na Grande Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Um caminhão bitrem com um carregamento de cana-de-açúcar tombou no início da noite desta sexta-feira (13) na BR-304 na altura do município de Macaíba, na Região Metropolitana de Natal. O acidente fez um lado da pista ser interditado por completo – com apenas o acostamento livre.

O acidente aconteceu na altura da ponte do Rio Pitmibu, no km 306 da rodovia no sentido em direção a Natal.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o motorista contou que estava sozinho e houve uma falha mecânica no veículo, o que o fez colidir na mureta central da pista e tombar em seguida. O motorista não se feriu.

“O veículo seguia de Macaíba em direção a Goianinha e teve um problema mecânico na descida. O motorista perdeu o controle e acabou desviando em direção à mureta divisória de fluxo. E em razão dessa colisão, veio a tombar sob a via”, explicou o inspetor da PRF, Bruno Asfora.

O tombamento fez espalhar pela pista boa parte da carga de cana-de-açúcar que o motorista transportava, o que complicou ainda mais o trânsito, que está com longo congestionamento no local.

“Existe a dificuldade pela aderência do veículo e também o espaço que tem para o trânsito. Só estão passando veículos de pequeno porte. Caminhões e veículos de maior porte não estão conseguindo”, disse o inspetor.

A PRF recomenda que motoristas que estão a caminho de Natal pela pista peguem uma rota alternativa, como a BR-226.

Passagem só consegue ser feita pelo acostamento em um dos lados da pista — Foto: Samuel Florêncio/Inter TV Cabugi

Passagem só consegue ser feita pelo acostamento em um dos lados da pista — Foto: Samuel Florêncio/Inter TV Cabugi

Veja também

Jornal Nacional

Comandante do Exército afirma que militares não querem se envolver em política

General Edson Leal Pujol foi enfático ao afirmar que essa participação de militares no governo Bolsonaro é uma iniciativa do presidente e não um desejo dos militares. “Não queremos fazer parte da política governamental”, afirmou.

13 de nov de 2020 às 20:17

PróximoTrump fala em público pela primeira vez depois da derrota
Mais do G1
Estados Unidos
No 1º discurso após eleição, presidente continuou sem admitir derrota e falou sobre vacina e ações de combate à pandemia.
Música
Jingle genérico em ritmo de pisadinha foi o grande sucesso musical da campanha.
Vida nova
Encontrados debilitados entre julho e setembro, animais receberam cuidados e chip de identificação.
Baleado em Teerã
Abdullah Ahmed é acusado de planejar ataques a embaixadas americanas em 1998.
Transmissões no Palácio
Presidente usou o Alvorada por 7 dias para fazer campanha para aliados, o que é questionado na Justiça Eleitoral.
Foto: (Reprodução)



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.