Lula diz que Brasil não merecia perder Eduardo e que planeja vir para o enterro do amigo


eduardo-campos-e-lula-e1362065942682

[googlemaps https://apis.google.com/se/0/_/+1/fastbutton?usegapi=1&size=medium&hl=en-US&origin=http%3A%2F%2Fblogs.diariodepernambuco.com.br&url=http%3A%2F%2Fblogs.diariodepernambuco.com.br%2Fpolitica%2F%3Fp%3D33984&gsrc=3p&ic=1&jsh=m%3B%2F_%2Fscs%2Fapps-static%2F_%2Fjs%2Fk%3Doz.gapi.pt_BR.FuN3821K2mg.O%2Fm%3D__features__%2Fam%3DAQ%2Frt%3Dj%2Fd%3D1%2Ft%3Dzcms%2Frs%3DAItRSTMSoDn5qPZYj8YYNAJy0sL3QXsBfg#_methods=onPlusOne%2C_ready%2C_close%2C_open%2C_resizeMe%2C_renderstart%2Concircled%2Cdrefresh%2Cerefresh&id=I0_1408099763761&parent=http%3A%2F%2Fblogs.diariodepernambuco.com.br&pfname=&rpctoken=39166865&w=100&h=150]

Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Nesta quinta-feira, o ex-presidente Lula falou sobre a morte de Eduardo Campos e fez questão de reafirmar o apreço que tinha pelo socialista.

Ressaltou sua amizade com Campos e falou sobre o que previa como futuro político de seu ex-aliado.

“Acho que o Brasil não merecia isso. Acho que o Eduardo Campos era uma figura extremamente promissora. Ele sabia de alguns pensamentos meus. Eu dizia para ele: ‘Eduardo, não há divergência política capaz de arranhar a relação de amizade que nós construímos. Por mais que a gente possa em qualquer momento ter divergência a nossa relação está consolidada porque nem todo irmão é um grande companheiro, mas todo companheiro é um grande irmão”, afirmou.

07/05/2010. foto: Alcione Ferreira/DP

O ex-presidente disse ter sido avisado pela presidente Dilma Rousseff do acidente. “Quando a presidente Dilma me ligou me contando da possibilidade – não tinha certeza ainda porque foi o brigadeiro [Juniti] Saito (comandante da Aeronáutica) que comunicou a ela do acidente – eu fiquei o dia inteiro torcendo para que não fosse verdade”, afirmou.

Lula disse ainda que não se deve tentar antecipar os fatos em relação à sucesão presidencial sem Eduardo. Informou que falou com a mãe e com a mulher de Campos _ Ana Arraes e Renata Campos, respectivamente -, e que havia suspendido sua agenda. Declarou ainda que planeja acompanhar o enterro do amigo em Pernambuco.

Lula disse que sua relação com Campos era tão intensa que chegava a despertar ciúmes no PT.

Foto: Diario de Pernambuco

“Eu lembro até de uma certa ciumeira que existia no PT por conta da minha relação com Eduardo quando ele era governador de Pernambuco. Alguns amigos diziam que eu fazia mais coisas para Pernambuco do que para outros estados. Não era verdade. Era que o Eduardo tinha competência, apresentava projeto”, afirmou.

Destacou que Eduardo era uma pessoa alegre, um contador de casos extraordinário. “Era gratificante passar algumas horas na casa dele, jantando com  a família dele, com o [escritor Ariano] Suassuna. Acho que nós perdemos em poucos dias o Suassuna. Agora perdemos o Eduardo e já tínhamos perdido em dezembro um companheiro da qualidade do Marcelo Deda que morreu também muito jovem”, disse Lula. Do G1

Este post foi publicado em: Política Listada nas 



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.