Gerente de posto no DF quebra vidro de carro com rodo: ‘Sou quase doido’


c935042141fb31294bdfa514b3240718ced829a5

02/09/2014 15h34 – Atualizado em 02/09/2014 15h34

Gerente de posto no DF quebra vidro de carro com rodo: ‘Sou quase doido’

Ele afirmou que ficou nervoso porque carro de sindicato bloqueava entrada.
Sindicalista disse que fiscalizava lei e foi impedido de falar com frentistas.

Isabella FormigaDo G1 DF

O gerente de um posto de combustíveis em São Sebastião, no Distrito Federal, foi detido nesta terça-feira (2) após quebrar com um rodo os vidros de um carro usado por sindicalistas que faziam uma campanha no local (veja vídeo).

Ao G1, o gerente do posto Santa Fé,  Vítor Lopes, disse que ficou nervoso depois de pedir que os sindicalistas tirassem o veículo do local, porque bloqueava a entrada de carros no posto.

“O pessoal do sindicato vem aqui para aliciar funcionários, porque são dois sindicatos que brigam para ganhar filiados. Eles vêm para fazer a conscientização e para fazer a filiação dos frentistas ao sindicato deles”, diz. “Eu disse que o posto é muito movimentado e que se eles quisessem fazer a filiação poderiam usar uma sala em outro horário, mas ele [o sindicalista] se sentiu ofendido.”

Ao parar de bater no carro, o gerente caminha em direção a um sindicalista que grava a cena com um celular. “Vai continuar filmando? Continua filmando. (…) Eu sou quase doido”, diz.

O tesoureiro do Sindicato dos Empregados em Postos de Serviço de Combustíveis e Derivados de Petróleo do DF, William Ferreira, disse que a categoria fazia uma ação de fiscalização da lei distrital que só permite que os frentistas abasteçam o tanque dos carros até o limite automático.

Carro com vidro quebrado após ataque de gerente de posto (Foto: Vianey Bentes/TV Globo)Carro com vidro quebrado após ataque de gerente de posto (Foto: Vianey Bentes/TV Globo)

“Fomos no posto fazer a campanha, e o gerente nos proibiu de filiar os frentistas aos sindicatos”, disse Ferreira. “Ele disse que quem mandava no posto era ele e não iria deixar a gente conversar com os funcionários. Então colocamos o carro do sindicato na entrada do posto, bloqueando parcialmente a entrada, quando o gerente ameaçou quebrar o carro com um rodo grande do posto.”

O tesoureiro disse que os sindicalistas acionaram a PM, que levou o gerente para a delegacia. Ele foi ouvido e liberado depois. O sindicato vai cobrar o gerente e o posto pelos danos no carro. Além dos vidros, a lataria do veículo ficou amassada.



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.