FOTOS IMAGENS-Vítima relata momentos de desespero após explosão de bueiro no Rio


25/09/2016 13h51 – Atualizado em 25/09/2016 13h58

Vítima relata momentos de desespero após explosão de bueiro no Rio

Light esteve em local de explosão minutos antes, segundo vítima.
Pelo menos oito pessoas ficaram feridas.

Fernanda RouvenatDo G1 Rio

Henrique Fonseca e Paula Machado ficaram feridos na explosão de um bueiro na Lapa, Centro do Rio (Foto: Fernanda Rouvenat / G1)Henrique Fonseca e Paula Machado ficaram feridos na explosão de um bueiro na Lapa, Centro do Rio (Foto: Fernanda Rouvenat / G1)

A explosão de um bueiro na esquina da Rua do Senado com Avenida Gomes Freire, na Lapa, Região Central do Rio de Janeiro, na noite deste sábado (24), deixou ao menos oito pessoas feridas. Henrique Fonseca, de 35 anos, uma da vítimas relatou, em entrevista ao G1, os momentos de pânico que viveu.

“Nós estávamos na rua conversando. Uns amigos estavam sentados, eu estava com ela [Paula] em pé. Quando explodiu, eu agarrei ela, tentei abaixar ela comigo, mas não tive tempo, não tive força, aí eu me joguei no bar, ela também. Vi gente pegando fogo, tinha um rapaz, que eu achei que fosse ela, que estava com fogo na cabeça, fogo nas roupas, eu apaguei com a mão o fogo dele. Depois, eu vi que não era ela, que ela estava atrás de mim. A explosão é muito forte. Não tem ideia de como é aquela explosão, é um calor”, disse Henrique.

O rapaz ficou ferido nos braços, no rosto e no pé. Paula Machado, 38 anos, também teve ferimentos no rosto, nos braços e nas costas. Os dois foram levados para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, Zona Sul do Rio, e receberam alta hospitalar no início da tarde deste domingo. De acordo com a Polícia Militar, uma outra vítima também foi encaminhada para a unidade.

Segundo Henrique, momentos antes da explosão havia faltado luz no local. “Antes, faltou luz. A Light foi lá, mexeu no bueiro, fechou, saiu, passou um tempo a luz voltou. Depois de uns 20 minutos que a luz voltou foi a explosão”, contou.

Henrique Fonseca teve ferimentos nos braços, no pé e no rosto (Foto: Fernanda Rouvenat / G1)Henrique Fonseca teve ferimentos nos braços, no
pé e no rosto (Foto: Fernanda Rouvenat / G1)

Para ele, o problema de explosão de bueiros, que tem sido recorrente na cidade, precisa ser observado com mais atenção.

“Toda hora tem acontecido isso na cidade. O ideal era que pudessem solucionar isso e descobrir porquê isso acontece sempre. De repente, isso começa a acontecer o tempo todo. Tem algo de errado acontecendo. Eu e ela estamos vivos, mas podíamos estar mortos. Se eu tivesse 3, 4 metros pro lado eu estava morto e ela também. É muito estraho isso, de repente, começar a ser recorrente na cidade, coisa que quanto eu era criança eu não lembro disso. O que está acontecendo que está explodindo toda hora isso? Eu não sei..”, relatou Henrique.

Entre os outros feridos socorridos estão: Aline B. Paes, 24 anos; Claudiney Barino, 45 anos; Marcia Santos, 39 anos; e Alfredo Luz. Segundo a assessoria municipal de Saúde do Rio, Aline e Claudiney estão internados no Souza Aguiar e o estado de saúde de ambos é estável. A Polícia Militar informou que recebeu notificação de que outras três vítimas foram por conta própria para o Hospital Copa D’Or.

Aline teve 50% do corpo afetado por queimaduras de 2º grau e supercifiais, e Claudiney teve 18% do corpo queimado. Eles estão no Centro de Tratamento de Queimados do Souza Aguiar e devem ser transferidos para o Hospital da Força Aérea do Galeão ainda neste domingo.

Bueiro explodiu na esquina da Rua do Senado com Avenida Gomes Freire no fim da noite deste sábado (24) (Foto: Reprodução / TV Globo)Bueiro explodiu na esquina da Rua do Senado com Avenida Gomes Freire no fim da noite deste sábado (24) (Foto: Reprodução / TV Globo)

A região da Lapa, local onde ocorreu a explosão, é uma das mais movimentadas do Rio durante a noite e é muito conhecida por concentrar diversos bares e boates. O incidente é o terceiro que ocorre no Centro do Rio nos últimos quatro dias. Na quinta-feira (22), o VLT teve a circulação interrompida por causa de fogo em um bueiro, e, no mesmo dia, no período da tarde, um novo incêndio voltou a assustar os pedestres e deixou dois funcionários que faziam reparos no primeiro bueiro feridos com queimaduras leves.

A explosão ocorreu em frente ao restaurante Refeitório, na Rua Gomes freire. Parentes e amigos das vítimas disseram ao G1 que o grupo participava de uma festa de aniversário no local. As pessoas que ficaram feridas estavam do lado de fora do restaurante. Quem estava dentro do estabelecimento não se machucou.

Ainda de acordo com a Light, funcionários da concessionária estavam fazendo manutenção em uma caixa subterrânea quando o problema aconteceu. Até as 13h deste domingo (25), não havia informações sobre a causa da explosão. Segundo o Centro de Operações Rio, até as 11h30 o local continuava interditado ao trânsito.

De acordo com Henrique Fonseca, a Light conversou com as vítimas e “fez o possível”. Apesar disso, a empresa também não disse para eles qual foi a causa a explosão.

Testemunha relata clima de ‘pânico’
Uma testemunha que mora próximo ao local contou ao G1 que ouviu uma forte explosão e desceu para ver o que tinha acontecido. Segundo ela, foi “um clima de pânico”.

“As pessoas estavam queimadas, com o corpo todo queimado. Quando desci, dei assistência pra uma garota. Ela estava toda queimada, com a roupa queimada, cabelo queimado, teve queimadura em todo corpo, ela estava nua. Eu achava que ela estava com uma meia-calça no braço, mas era a pele dela. Fiquei com ela pra tentar acalmar”, contou a mulher que preferiu não se identificar.

Light informou que funcionários da concessionária estavam fazendo manutenção em uma caixa subterrânea quando o problema aconteceu. (Foto: Reprodução / TV Globo)Light informou que funcionários da concessionária estavam fazendo manutenção em uma caixa subterrânea quando o problema aconteceu. (Foto: Reprodução / TV Globo)

De acordo com a moradora da região, os bombeiros chegaram rápido e, antes disso, alguns policiais da delegacia que fica próxima ao local já estavam prestando socorro. “Eu segurei ela o tempo todo. Deixei ela na ambulância. O companheiro dela também seguiu para outra ambulância, ele estava mais grave que ela. Foi um clima de pânico. Eu nem consegui observar muito ao redor”, disse a testemunha.

Segundo informações da 5ª DP (Centro), um procedimento foi instaurado para investigar as lesões corporais sofridas pelas vítimas da explosão. Uma perícia foi realizada no local e diligências estão em andamento para esclarecer todas as circunstâncias do fato.

Em 2011, após uma série de explosões de bueiros em ruas do Rio, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) e a empresa de energia elétrica Light assinaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), que obrigada a concessionária a pagar multa de R$ 100 mil por cada explosão de bueiro que cause morte, lesão corporal (leve, grave ou gravíssima), e dano ao patrimônio público ou privado.

 

Explosão deixou, pelo menos, oito pessoas feridas. (Foto: Reprodução / TV Globo)Explosão deixou, pelo menos, oito pessoas feridas. (Foto: Reprodução / TV Globo)

Interdição
O Centro de Operações da Prefeitura do Rio informou que a Avenida Gomes Freire foi interditada, entre a Rua do Senado e a Avenida Visconde do Rio Branco. Equipes da CEG, Light, Polícia Militar, CET-Rio e Guarda Municipal atuavam no local.

Incêndios
Um incêndio em bueiros na Rua Buenos Aires assustou pedestres no Centro do Rio, na tarde da última quinta-feira (22), próximo do local, onde durante a manhã uma caixa da CEG pegou fogo.

tópicos:

FOTOS IMAGENS-Vítima relata momentos de desespero após explosão de bueiro no Rio
Avalie esta postagem



Loading...

Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: levanyjunior@blogdolevanyjunior.com

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *