FOTOS IMAGENS-Vídeo flagra momento da queda de helicóptero sequestrado que deixou três mortos em Joinville



Por G1 SC

 

Vídeo mostra momento da queda de helicóptero em Joinville

Vídeo mostra momento da queda de helicóptero em Joinville

Uma câmera de segurança registrou a queda do helicóptero sequestrado que deixou três pessoas mortas em Joinville, no Norte catarinense, na tarde de quinta-feira (8). O acidente também deixou uma pessoa gravemente ferida. Todos eram ocupantes da aeronave. A Polícia Federal investiga o caso, ocorrido no bairro Paranaguamirim, na Zona Sul da cidade.

O helicóptero com quatro pessoas a bordo foi sequestrado em Penha, a 70 km de Joinville, caiu numa rua e pegou fogo depois. Existe a suspeita de que o sequestro foi feito para que um preso fosse resgatado. O local da queda fica a 2 km de um presídio.

A aeronave com o prefixo PR HBB, modelo BELL 206, era da empresa Avalon Táxi-aéreo e fazia normalmente voos panorâmicos na cidade de Penha.

Polícia de Santa Catarina investiga queda de helicóptero em Joinville

Polícia de Santa Catarina investiga queda de helicóptero em Joinville

Dois dos quatro ocupantes são suspeitos do sequestro. Funcionários da Avalon disseram à PF que dois homens contrataram, na véspera do acidente, um sobrevoo de 50 minutos numa área que seria de propriedade deles em Joinville para, depois, retornar a Penha. A dupla pagou R$ 3,1 mil em dinheiro, conforme a empresa.

Segundo a Polícia Civil, que iniciou as investigações antes que a PF assumisse o caso, após a decolagem o piloto emitiu à sede da Avalon, em Curitiba (PR), um código de que o helicóptero tinha sido sequestrado.

O sobrevivente do acidente é Daniel da Silva, de 18 anos, que foi retirado da aeronave por populares. Ele é detento do regime semiaberto e tem passagens por tráfico e porte ilegal de arma de fogo. Silva foi preso em flagrante e está sob custódia dos agentes da PF.

A perícia da queda será feita pela Polícia Federal e pelo Serviço Regional de Investigação de Acidentes Aéreos (Seripa), que vão investigar o crime e as causas do acidente.

Local da queda de helicóptero em Joinville, no Norte catarinense. (Foto:  Infográfico: Alexandre Mauro / G1)Local da queda de helicóptero em Joinville, no Norte catarinense. (Foto:  Infográfico: Alexandre Mauro / G1)

Local da queda de helicóptero em Joinville, no Norte catarinense. (Foto: Infográfico: Alexandre Mauro / G1)

As vítimas da tripulação são o piloto Antônio Mário Franco Aguiar, de 56 anos, que morava em Curitiba (PR), e o auxiliar de pista Bruno Siqueira, de 21 anos, que vivia em Penha. O outro passageiro ainda não foi identificado.

Perto do local da queda foram encontrados um revólver e uma pistola 9mm, que de acordo com a Polícia Militar, está registrada em nome das Forças Armadas do Paraguai.

Testemunhas disseram à PM que chegaram a ouvir tiros antes da queda. Mas, conforme a Polícia Civil, só a perícia poderá chegar à conclusão se houve disparos.

Vítima

Filho caçula de um comerciante e de uma dona de casa, Bruno Siqueira trabalhava havia cinco meses como auxiliar de pista. A família mora em Penha.

Um primo dele, que também é funcionário da Avalon, contou à família que Bruno aproveitou que havia um lugar no helicóptero para poder voar e que, na pista, os dois suspeitos não levantaram suspeitas.

“Ele morreu fazendo realmente o que era o sonho dele”, disse Ketlyn Francisco Severino, parente do rapaz morto.

MAIS DO G1
FOTOS IMAGENS-Vídeo flagra momento da queda de helicóptero sequestrado que deixou três mortos em Joinville
Avalie esta postagem



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *