FOTOS IMAGENS-VENDEDORA MORRE NO DIA DO ANIVERSÁRIO ATINGIDA POR ÁRVORE EM ‘CICLONE BOMBA’ Miraci Fernandes, de 37 anos, morava em Itaiópolis (SC) e estava dentro de um carro em movimento que se chocou com eucalipto lançado pela força do vento


Moradora de Itaiópolis, município de Santa Catarina, a vendedora Miraci Fernandes, de 37 anos, morreu nesta terça-feira (30) em um acidente provocado pelo “ciclone bomba” que atingiu a região. Ela estava dentro de um carro que foi atingido em movimento por uma árvore arrancada do solo pela força do vento no local. O motorista e outra passageira, ambos colegas de trabalho da vítima, sobreviveram.

Era aniversário de Miraci nesta terça, 30 de junho. De acordo com o irmão da vítima, Gilmar Fernandes, 42 anos, ela estava aliviada por ter conquistado um emprego em plena pandemia. Havia começado na última segunda-feira (29) no novo trabalho como vendedora de planos funerários.

Miraci Fernandes, de 37 anos, deixou o marido e três filhos Foto: Reprodução
Miraci Fernandes, de 37 anos, deixou o marido e três filhos Foto: Reprodução

Os três ocupantes acabaram presos pelas ferragens após o impacto causado pelo eucalipto que destruiu o veículo. A equipe do Corpo de Bombeiros precisou serrar a árvore em pedaços para retirá-los. Miraci morreu no local. A outra passageira teve um ferimento na clavícula e foi levada para o hospital. O motorista saiu ileso.

“Minha irmã era uma batalhadora. E estava muito feliz pela oportunidade de comerçar nesse novo emprego”, disse Fernandes a ÉPOCA.

 

Árvore foi arrancada do solo e atingiu veículo em movimento na cidade de Itaiópolis, em Santa Catarina Foto: Reprodução
Árvore foi arrancada do solo e atingiu veículo em movimento na cidade de Itaiópolis, em Santa Catarina Foto: Reprodução

Miraci era casada e tinha três filhos. Enquanto o velório acontecia, Gilmar precisou ficar em casa para cuidar de um dos filhos dela.

“Soube da morte da minha irmã no final da tarde de ontem. Estamos todos muito tristes com essa perda. Alguns familiares puderam ir ao velório, mas a prioridade agora é cuidar das crianças durante esse período difícil”, acrescentou.

O fenômeno natural que atingiu a região Sul do país já deixou ao menos dez mortos em Santa Catarina e Rio Grande do Sul, além dos estragos que causou por onde passou. A previsão é que os ventos continuem fortes nesta quarta-feira em toda a região.

O termo “ciclone bomba” é usado para descrever os ciclones que se formam após uma rápida queda da pressão atmosférica em um curto período de tempo.



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.