FOTOS IMAGENS-Sobe para 13 o número de mortes de enxurradas em Santa Catarina



Cinco casas foram totalmente destruídas e arrastadas pela força de enxurrada em Rio do Sul — Foto: Mario Daud/Prefeitura de Rio do Sul

Cinco casas foram totalmente destruídas e arrastadas pela força de enxurrada em Rio do Sul — Foto: Mario Daud/Prefeitura de Rio do Sul

Subiu para 13 o número de mortes ocasionadas após o temporal que atingiu o Vale do Itajaí entre a noite desta quarta (16) e a madrugada de quinta-feira (17). Segundo informe da Defesa Civil estadual divulgado por volta das 11h desta sexta (18), uma pessoa que estava desaparecida em Rio do Sul foi localizada.

Segundo o órgão, outras 11 mortes foram confirmadas em Presidente Getúlio e uma em Ibirama. No total, há oito desaparecidos – sete em Presidente Getúlio e um em Rio do Sul.

Equipes do Corpo de Bombeiros seguem em busca de vítimas. Onze mortos já tiveram a identidade divulgada pelo Instituto Geral de Perícias (IGP).

Em Rio do Sul, bairro Valada São Paulo foi um dos mais atingidos pela chuva. Na localidade, o corpo de um homem foi encontrado e uma mulher segue desaparecida. — Foto: Maurício Cattani/NSC TV

Em Rio do Sul, bairro Valada São Paulo foi um dos mais atingidos pela chuva. Na localidade, o corpo de um homem foi encontrado e uma mulher segue desaparecida. — Foto: Maurício Cattani/NSC TV

Em nota, a prefeitura de Rio do Sul informou que a vítima é um morador do bairro Valada São Paulo. Ele foi arrastado pela correnteza causada pela enxurrada na quinta-feira (17). A pessoa que está desaparecida é uma mulher, moradora do mesmo bairro.

Há 284 pessoas desalojadas e 199 desabrigadas em cinco cidades catarinenses: Presidente Getúlio, Ibirama, Rio do Sul e Lontras, no Vale do Itajaí, e Siderópolis, no Sul do Estado. O maior número de pessoas afetadas está em Presidente Getúlio, que tem 147 desabrigados e 137 desalojados.

Radar sem operação

 

O radar meteorológico que emite alertas para a região do Vale do Itajaí estava sem operar no momento da chuva. Segundo a Defesa Civil, no entanto, a inoperância dele não prejudicou os alertas que foram emitidos na noite do temporal.

Defesa Civil faz um balanço da enxurrada que atingiu o Alto Vale

–:–/–:–

Defesa Civil faz um balanço da enxurrada que atingiu o Alto Vale

Segundo o diretor de Gestão de Riscos da Defesa Civil, Felipe Gelain, os alertas foram emitidos desde o meio-dia de quarta-feira. Após às 18h, os comunicados foram mais “incisivos”.

“O radar de Lontras ia ajudar mais a ver, mais ou menos, a quantidade de chuva, mas esse quantitativo a gente já possuía. Mesmo com o radar de Lontras ou sem o radar de Lontras, não havia como prever que esse acumulado de chuva ia acontecer num curto espaço de tempo”, disse.

Estragos

 

O acesso ao município de Presidente Getúlio, que tem cerca de 17 mil habitantes e fica a cerca de 80 quilômetros de Blumenau, chegou a ser bloqueado por causa de deslizamentos de terra. Na cidade, a força da chuva carregou casas, carros e cedeu estradas. Rios transbordaram e a lama se espalhou pelas ruas.

Nove pessoas seguem desaparecidas, segundo a Defesa civil estadual. Sete dos desaparecidos são de Presidente Getúlio, sendo cinco deles da mesma família. Há duas pessoas desaparecidas em Rio do Sul.

Ainda pode chover forte e há risco alto de deslizamentos no Vale do Itajaí. O tempo instável segue em Santa Catarina pelo menos até domingo (20).

VÍDEOS: Chuva deixa mortos e causa estragos em SC

 

20 vídeos

Temporal em SC deixa 12 mortos e 9 desaparecidos

Defesa Civil confirma mais dois mortos em Presidente Getúlio após enxurradaDefesa Civil faz um balanço da enxurrada que atingiu o Alto Vale

Veja outras notícias do estado no G1 SC

Veja também

Jornal da EPTV 1ª Edição – Campinas/Piracicaba

Padrasto confessa que matou enteada de 5 anos em Hortolândia, diz Polícia

Maria Clara Calixto Nascimento estava desaparecida desde a manhã de quinta-feira (17) e foi encontrada morta nesta sexta (18).

18 de dez de 2020 às 11:30

PróximoPrefeitura da capital começa demolir parte de imóveis no coração da Cracolândia
Mais do G1



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.