FOTOS IMAGENS-Seminarista é preso suspeito de furtar R$ 20 mil de paróquia no interior do Ceará


Foi encontrado com o seminarista parte do dinheiro e objetos comprados com as ofertas dos fiéis. — Foto: SSPDS

Um seminarista de 26 anos foi preso suspeito de furtar 20 mil reais de doações de fiéis para uma paróquia situada no município de Alto Santo, no interior do Ceará. O homem foi identificado após investigação da Delegacia Municipal da cidade, em conjunto com a Polícia Militar.

Conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o crime aconteceu no dia 4 de junho deste ano. Na ocasião, o pároco encontrou um dos cômodos da casa paroquial com diversos objetos desordenados. Ao fazer uma revista no local o religioso percebeu que o dinheiro das doações de fiéis das paróquias de Alto Santo e Potiretama havia sido levado. O caso foi registrado na delegacia da cidade.

Durante as investigações, a equipe policial colheu elementos que indicaram que o seminarista Diogo Martins da Silva, um dos moradores da casa paroquial, foi o autor do furto. Diante das evidências e das provas colhidas, o seminarista confessou o crime, segundo a polícia.

Foram recuperados com o suspeito R$ 15.261 em espécie e bens materiais adquiridos com o dinheiro da paróquia. Entre os objetos comprados por Diogo estão um notebook, um par de óculos, um relógio, um perfume, roupas e sapato.

Diogo Martins foi autuado em flagrante por furto e o material apreendido foi restituído à Casa Paroquial.

Veja também

RJ2

Traficante mais antigo em atividade é morto pela polícia

Fernando Gomes de Freitas, o Fernandinho Guarabu, comandava o tráfico de drogas nas comunidades da Ilha do Governador desde 2003. Ele e mais cinco comparsas foram mortos durante uma operação policial.

27 de jun de 2019 às 18:47

PróximoJovem salva menina de 2 anos que caiu de um prédio em Istambul, na Turquia
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.