FOTOS IMAGENS-Polícia investiga se assassinato no carnaval tem ligação com execuções de integrantes de facção de SP


 

Polícia investiga facção envolvida em execução na Zona Leste

Polícia investiga facção envolvida em execução na Zona Leste

A Polícia Civil de São Paulo investiga se um assassinato ocorrido no sábado de carnaval tem ligação com as recentes execuções de importantes membros do Primeiro Comando da Capital (PCC). O crime, ocorrido no Tatuapé, bairro da Zona Leste da capital, foi registrado por câmeras de segurança.

O vídeo mostra Eduardo Ferreira da Silva, de 40 anos, em um carro importado na Rua Serra do Japi. Outro veículo para logo atrás; dele saem três homens armados, que dispararam e fogem. A vítima levou 26 tiros. Mesmo assim, acelerou o carro, mas bateu em seguida.

A polícia descobriu que Eduardo ficou preso entre 2013 e 2016 por tráfico de drogas. Ele era aliado de Marcos Herbas Camacho, o Marcola, apontado como chefe da facção paulista.

Eduardo foi morto apenas seis dias antes de Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, o Paca, serem executados no Ceará. A polícia de São Paulo investiga se, assim como Gegê e Paca, Eduardo também teria gasto o dinheiro da quadrilha sem autorização.

O último integrante assassinado, Wagner Ferreira da Silva, o Cabelo Duro, foi executado na quinta-feira passada na porta de um hotel no Jardim Anália Franco, bairro nobre da Zona Leste da capital. A polícia tenta descobrir se ele foi atraído para uma emboscada.

Vida de luxo

As investigações ainda não chegaram aos autores de nenhum desses crimes, mas já mostraram aos policiais que os chefes da facção criminosa usavam nomes falsos. Eles se apresentavam como empresários e estavam vivendo com luxo e conforto.

Wagner comprou a cobertura de um prédio no Jardim Anália Franco avaliado em mais de R$ 3,5 milhões. Ele pretendia morar com a namorada no imóvel, que tem 300 metros quadrados e seis vagas na garagem.

Ele tinha mandado reformar a cobertura. Depois do crime, sua família levou os carros e objetos embora. A polícia pediu um mandado de busca e apreensão para entrar no apartamento, mas a Justiça negou.

70
COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

RECENTES

POPULARES

  • Mark Brito

    HÁ 29 MINUTOS

    PCC é só uma Filial do PSDB, o primo pobre .

MAIS DO G1
FOTOS IMAGENS-Polícia investiga se assassinato no carnaval tem ligação com execuções de integrantes de facção de SP
Avalie esta postagem



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *