FOTOS IMAGENS-Polícia busca ‘chefões’ do tráfico que ordenaram execução de refém em SP



Jovem foi torturado durante cárcere em Itanhaém (SP) — Foto: G1 SantosJovem foi torturado durante cárcere em Itanhaém (SP) — Foto: G1 Santos

Jovem foi torturado durante cárcere em Itanhaém (SP) — Foto: G1 Santos

Policiais do 1º Distrito de Polícia de Itanhaém, no litoral de São Paulo, estão atrás dos ‘chefões’ de uma facção criminosa que teriam mandado sequestrar e matar um jovem, de 21 anos, que seria integrante de um grupo rival. Ele foi resgatado minutos antes de ser morto. A investigação segue em sigilo.

O jovem estava sendo mantido em cativeiro, localizado em uma área de mata no bairro Jardim Oásis, com as mãos e pés amarrados. O refém foi resgatado pelos policiais na tarde da última quarta-feira (18) e revelou que o grupo que o mantinha preso no imóvel pertence à uma facção criminosa que atua no Estado de São Paulo.

Uma denúncia anônima fez com que a equipe chegasse até o local do crime. Um homem que fazia a ‘segurança’ do imóvel fugiu ao ver a viatura se aproximar. Dentro da casa, os policiais encontraram o refém, que ainda contou que foi torturado durante toda a madrugada. Dois suspeitos foram presos em flagrante.

Refém teve mãos amarradas em cativeiro onde foi torturado em Itanhaém (SP) — Foto: G1 SantosRefém teve mãos amarradas em cativeiro onde foi torturado em Itanhaém (SP) — Foto: G1 Santos

Refém teve mãos amarradas em cativeiro onde foi torturado em Itanhaém (SP) — Foto: G1 Santos

Grupo rival

De acordo com informações da polícia, a vítima seria integrante de um grupo rival e, por isso, havia ordens para matá-lo. O G1 apurou que isso só não aconteceu pois o grupo ainda aguardava a chegada dos membros ‘superiores’ dentro da facção, que já estariam a caminho.

Após o resgate, o refém foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) à unidade de saúde próxima. Foram solicitados exames periciais ao Instituto de Criminalística e ao Instituto Médico Legal. Ele foi medicado e liberado.

As equipes fizeram diligências no entorno do imóvel utilizado como cativeiro e conseguiram capturar dois suspeitos, de 19 e 29 anos, que foram identificados pela vítima. A dupla foi presa em flagrante e responderá por cárcere, tortura e lesão corporal.

177
comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Rodrigo Bastos

    HÁ 23 MINUTOS

    A chamada diz que ele morreu e a polícia chegou minutos depois. kkkkkk

    • Angelo Silva

      HÁ 8 MINUTOS

      Não… Eu entendi que resgataram ele e, minutos depois, ele foi morto. Muito confuso.

    • Luiz Santos

      HÁ 5 MINUTOS

      Resgataram minutos antes de ser morto. Ou seja, impediram que fosse morto. Vocês precisam voltar às aulas de interpretação de texto.



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.