FOTOS IMAGENS-Modelo morta após procedimento estético contou a amiga que tinha medo de morrer


r

Mayara dos Santos, de 24 anos, foi enterrada na tarde desta segunda-feira, em Inhaúma, Zona Norte do Rio
Mayara dos Santos, de 24 anos, foi enterrada na tarde desta segunda-feira, em Inhaúma, Zona Norte do Rio Foto: Reprodução / Facebook
Diego Amorim
Tamanho do textoA A A

A modelo Mayara Silva dos Santos, de 24 anos, que morreu após ser submetida a um procedimento estético, na última sexta-feira contou a uma amiga que pensou em desistir do procedimento após o caso da bancária Lilian Calixto, vítima do médico conhecido como “Doutor Bumbum” ser veiculado na imprensa. Ela chega a dizer “quero morrer não” em um determinado momento. Mas, mesmo com o receio de Mayara, a amiga a incentiva a fazer o procedimento alegando que “cada pessoa reage de um jeito”. A troca de mensagens foi obtida pela Polícia Civil.

Troca de mensagens entre Mayara e amiga. Ela pensou em desistir do procedimento
Troca de mensagens entre Mayara e amiga. Ela pensou em desistir do procedimento Foto: Reprodução

Em breve, a Polícia Civil espera ouvir novas testemunhas sobre o caso De acordo com o titular da 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes), delegado Eduardo Freitas, a polícia já tem informações suficientes para garantir que a jovem passou por uma cirurgia em um quarto de hotel no Recreio, Zona Oeste.

– Sabemos que ela esteve nesse hotel e que fez o procedimento. Vamos agora investigar se esse hotel sabia da prática, se era comum esse tipo de procedimento dentro do prédio e quem de fato estava registrado no quarto onde a cirurgia foi feita – disse o delegado, destacando que a camareira e o gerente geral do hotel serão intimados nesta quarta-feira.

O vizinho que prestou os primeiros socorros também será ouvido pela polícia, assim como a equipe da ambulância que socorreu Mayara.

Também nesta quarta-feira o delegado irá cobrar o IML sobre o laudo cadavérico preliminar que indique as causas da morte. Segundo imagens de câmeras de segurança obtidas pela polícia, após o procedimento estético, Mayara foi levada para o condomínio onde moram a amiga Ohana Hindara e a mãe de Ohana, Tânia Cristina de Lima, também no Recreio. A modelo chega no carro da amiga por volta das 16h50, amparada por Ohana e uma outra mulher que a polícia ainda busca identificar. Em depoimento, Tânia contou que Mayara chegou agitada e parecendo estar sob o efeito de drogas.

– As imagens mostram que ela não chegou agitada, conforme consta no primeiro depoimento. Ela chegou demonstrando estar passando mal, meio cambaleantre. Vamos checar essas contradições – contou o delegado, acrescentando que ela permaneceu por quase duas horas dentro do condomínio – As imagens mostram que a ambulância chega no local por volta de 18h40.

Mayara Silva dos Santos, teria feito as intervenções na última sexta-feira,
Mayara Silva dos Santos, teria feito as intervenções na última sexta-feira,

O caso começou a ser investigado pela 16ª DP (Barra da Tijuca), mas foi transferido para a delegacia do Recreio, ambas na Zona Oeste do Rio. O delegado assistente da 16ª DP, Felipe Santoro, já disse que a aposentada Tânia Cristina de Lima, dona do apartamento onde Mayara passou mal, contou, em depoimento, que a modelo, que é amiga da sua filha, havia ido ao local comprar produtos de beleza, o que não condiz com as imagens das câmeras de segurança do condomínio:

— A Tânia, que foi ouvida como testemunha, disse que Mayara chegou em sua casa aparentando ter feito de uso de drogas, que ela estava muito agitada, mas não confirmou para a aposentada que estava sob efeito de alucinógeno. E lá ela começou a passar muito mal.

A massoterapeuta Valéria dos Santos Reis, de 54 anos, citada por Tânia no primeiro depoimento, já esteve na 16ª DP onde prestou alguns esclarecimentos. Ela, que também se apresentou como técnica de enfermagem, contou que não tem consultório próprio e que costuma fazer os atendimentos em residências ou em hotéis. Segundo ela, Mayara teria marcado apenas uma avaliação, sem fazer qualquer procedimento cirúrgico. A massoterapeuta também comentou que a modelo parecia estar sob o efeito de drogas, e que, após uma conversa, ela e a amiga Ohana foram embora do hotel.

Mayara chegou a ser levada para o Hospital municipal Lourenço Jorge, na Barra, mas já chegou morta na unidade.

Noivo lembra preocupação com sumiço

Stefano, de 33 anos, que trabalha no ramo da construção civil, conta que a noiva havia dito que viria ao Brasil para visitar a família e colocar silicone nos seios. Eles estavam juntos desde outubro de 2017 e o plano dos dois era casar, depois que o dinamarquês conhecesse a família dela. Ele lembra que o desespero por não conseguir falar com a noiva começou na manhã de sábado:

— Ela não atendia o telefone. Comecei a ligar para a família e os amigos, mas ninguém me atendia também. Até que uma amiga nossa em comum, que mora em Londres, me mandou uma mensagem confirmando a morte. Nós fazíamos muitos planos — conta o dinamarquês, que viria ainda este ano ao Rio de Janeiro para conhecer a família de Mayara.

FOTOS IMAGENS-Modelo morta após procedimento estético contou a amiga que tinha medo de morrer
Avalie esta postagem



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *