FOTOS IMAGENS-Disque Denúncia aumenta recompensa por chefe da maior milícia que atua no RJ



Disque Denúncia aumenta recompensa pelo miliciano Ecko — Foto: Divulgação Disque Denúncia aumenta recompensa pelo miliciano Ecko — Foto: Divulgação

Disque Denúncia aumenta recompensa pelo miliciano Ecko — Foto: Divulgação

O Portal dos Procurados divulga nesta segunda-feira (19), cartaz com recompensa de R$ 10 mil, para ajudar a Delegacia de Homicídios as Baixada – BHBF – e a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) com informações que levem à prisão de Wellington da Silva Braga, o Ecko.

Ele é considerado o atual líder da milícia denominada Liga da Justiça, que age em várias regiões da Zona Oeste e Baixada Fluminense do Rio de Janeiro. Ecko é da Justiça e há contra ele um mandado de prisão pelo crime de homicídio.

Anteriormente, a recompensa oferecida era de R$ 2 mil. AA ascensão de Ecko ao comando da maior milícia do Rio ocorreu após a morte de seu irmão Carlos Alexandre Braga, o Carlinhos Três Pontes.

Segundo a polícia, Ecko tem perfil violento e possui um local para torturar seus rivais. Além disso, ele costuma cooptar ex-traficantes para integrar a sua quadrilha. De acordo com as investigações, o grupo de Ecko tem aliança com bandidos do Terceiro Comando Puro – TCP -. Eles deixam os traficantes atuarem na favela com a venda de drogas, mas ficam com uma parte do lucro.

A quadrilha de Ecko é apontada como responsável por movimentar a maior rede de comércio de cigarros contrabandeados do Paraguai no estado. As investigações apontam que o miliciano é dono de uma tabacaria, e seu faturamento mensal com o comércio ilegal de fumo era estimado em R$ 1,5 milhão.

No mês passado, a Polícia Civil prendeu o miliciano Rui Paulo Gonçalves Estevão, conhecido como Pipito, em Cruz das Almas, Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio. Ele é apontado como a liderança do bairro Urucânia e “homem de confiança” de Ecko.

Quem tiver informações sobre Ecko deve ligar para (21) 2253-1177, ou pelo aplicativo para celular. O Anonimato é garantido.

FOTOS IMAGENS-Disque Denúncia aumenta recompensa por chefe da maior milícia que atua no RJ
Avalie esta postagem



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *