fotos imagens-Costureira é assaltada e morta a golpes de martelo quando saía para trabalhar em Maranguape, na Grande Fortaleza


Por G1 CE

 


–:–/–:–

Mulher sai de casa para trabalhar e é encontrada morta

Mulher sai de casa para trabalhar e é encontrada morta

Uma costureira de 35 anos foi assaltada e morta com golpes de martelo quando saía para trabalhar na madrugada desta segunda-feira (3), no Bairro Outra Banda, em Maranguape, na Grande Fortaleza. O corpo da vítima foi encontrado despido em um prédio abandonado. Um dos principais suspeitos do crime, que é vizinho da mulher, foi capturado, segundo a polícia.

Claudiana Teixeira foi assaltada e morta na madrugada desta segunda-feira (3) — Foto: Arquivo pessoalClaudiana Teixeira foi assaltada e morta na madrugada desta segunda-feira (3) — Foto: Arquivo pessoal

Claudiana Teixeira foi assaltada e morta na madrugada desta segunda-feira (3) — Foto: Arquivo pessoal

De acordo com o delegado Jurandir Braga Nunes, Claudiana Teixeira saía para trabalhar por volta de 4h30 da manhã, quando foi abordada pelo suspeito que anunciou o assalto e levou um aparelho celular. A polícia investiga se o assassino resolveu matá-la após a mulher tê-lo reconhecido, uma vez que ele mora em uma vila, que fica do lado da casa onde ela morava com a filha e por esse motivo, a polícia suspeita que ele tenha resolvido matá-la a marteladas.

Segundo o delegado, Francisco Renan Moreira Silva, de 18 anos foi preso suspeito do crime e levado para a Delegacia Metropolitana de Maranguape. Outras três pessoas foram capturadas, sendo dois adultos e um adolescente.

Ainda segundo o delegado, o trio é suspeito de tentar matar Renan, para vingar a morte da costureira. Eles foram autuados pelo crime de tortura, além de corrupção de menores. Renan já tinha passagens pela polícia quando era menor. Ele responde por homicídio culposo, tráfico de drogas e roubo e agora foi autuado em flagrante por homicídio doloso.

A Polícia Civil investiga se a mulher também foi vítima de abuso sexual, pois o corpo dela foi encontrado despido junto à roupa que ela usava na noite em que foi assassinada.

Veja também

Fantástico

‘Ouvi a relação sexual’, diz mulher que instalou app espião no celular do marido

Brasil é o terceiro país em que mais pessoas instalam aplicativos espiões no celular de parceiros. Prática é considerada crime. Entenda na reportagem especial do Fantástico.

2 de fev de 2020 às 22:40

PróximoCasa de família morta no ABC paulista foi roubada e revirada; veja imagens

Mais do G1



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.