FOTOS IMAGENS-Atirador processou a Prefeitura de Itumbiara por causa de horas extras


Atirador processou a Prefeitura de Itumbiara por causa de horas extrassuspeito_68tytyx

29/09/2016 13h36 – Atualizado em 29/09/2016 15h16

Atirador processou a Prefeitura de Itumbiara por causa de horas extras

Ação se refere a período em que Zé Gomes, morto no atentado, era prefeito.
Ataque ainda deixou PM morto e 2 feridos, sendo um deles o vice-governador.

Murillo Velasco e Paula ResendeDo G1 GO, em Itumbiara e em Goiânia

Gilberto Ferreira do Amaral suspeito de matar o Zé Gomes da Rocha, em Itumbiara, Goiás (Foto: Reprodução)Gilberto Ferreira do Amaral é o autor do atentado em Itumbiara, GO (Foto: Reprodução)

Autor do atentado em Itumbiara, no sul goiano, Gilberto Ferreira do Amaral, de 53 anos, era funcionário da prefeitura há 15 anos. Ele entrou com um processo na Justiça contra administração do município entre 2009 e 2013 cobrando o pagamento de horas extras. Neste período, o prefeito era José Gomes da Rocha (PTB), conhecido como Zé Gomes, que morreu no ataque.

O juiz responsável por julgar o processo determinou o bloqueio de dinheiro nas contas da prefeitura para pagar o funcionário. O Tribunal de Justiça de Goiás não informou o valor da ação, mas ela pode chegar a R$ 12 mil.

 

Atentado em Itumbiara
Candidato a prefeito é morto e vice-governador, baleado

O atentado aconteceu durante uma carreatana quarta-feira (29). Além de Zé Gomes, morreu no ataque o cabo da PM Vanilson João Pereira, de 36 anos, que fazia a segurança das autoridades presentes na carreata.

A ação ainda deixou ferido o vice-governador de Goiás, José Eliton Júnior, de 44 anos, e o advogado da Prefeitura de Itumbiara, Célio Rezende, de 62 anos. O atirador foi morto por seguranças do governo.

Imagens mostram o tumulto e barulho de tiros no momento do atentado. Um vídeo também flagrou o atirador durante os disparos(assista abaixo).

O corpo de Gilberto foi levado de Itumbiarax para o Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia. O órgão afirmou que a unidade da capital foi escolhida para fazer as análises porque está mais preparada para realizar os exames necessários. Até o início da tarde desta-quinta (29), o corpo não havia sido liberado.

Vizinhos, que não querem ser identificados, contam que Gilberto era uma pessoa tranquila. “Era uma pessoa normal, não aparentava nada de diferente”, disse um dos moradores.

Situação do vice-governador
O vice-governador e o advogado foram transferidos para o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia. A unidade de saúde informou nesta manhã, que José Eliton e Célio Rezende estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Segundo o hospital, o quadro deles é regular. Eles passaram por exames e estão conscientes.

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, chegou a Goiânia, no fim da manhã, para visitar o vice-governador de Goiás. Ele repudiou o atentado e destacou que a Polícia Federal vai ajudar na apuração do caso. O ministro ficou cerca de uma hora no hospital.

José Eliton, que também é secretário de Segurança Pública do estado, estava como governador em exercício, já que o governador Marconi Perillo (PSDB) viajou no último dia 19 deste mês para uma missão comercial nos Estados Unidos.

A Assessoria da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária de Goiás informou que o retorno de Marconi Perillo a Goiás estava previsto para a próxima sexta-feira (30). No entanto, devido ao atentado, ele antecipou a volta e deve chegar a Goiânia nesta quinta-feira, mas o horário não está definido.

Enquanto Perillo não retorna a Goiás, o presidente da Assembleia Legistaltiva, Hélio de Sousa (PSDB), é o governador em exercício.

Homem identificado como funcionário da prefeitura de Itumbiara Gilberto Ferreira do Amaral, de 53 anos, atirou contra cabo da PM Vanilson João Pereira (caído no chão), vice governador José Eliton e candidato José Gomes durante carreata em Itumbiara Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Gilberto Ferreira do Amaral  atira contra cabo da PM Vanilson João Pereira (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Velório
O corpo de Zé Gomes é velado no Teatro Municipal Maria Pires Perillo, desde as 7h desta quinta-feira. O corpo do policial militar também é velado em Itumbiara, mas em uma sala da Funerária Santa Rita, no Centro.

Tanto o enterro de Zé Gomes quanto o de Vanilson Pereira estão previstos para o fim desta tarde. O prefeito de Itumbiara, Chico Balla (PTB), declarou luto oficial de três dias na cidade, portanto todas as repartições públicas municipais estão fechadas.

Velório José Gomes em Itumbiara, Goiás (Foto: Murillo Velasco/ G1)Velório de José Gomes lota teatro em Itumbiara, GO  (Foto: Murillo Velasco/ G1)

Nota do TSE
Responsável pela condução das eleições municipais deste ano, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, informou, por meio de sua assessoria, que repudia o atentado que matou o candidato à Prefeitura de Itumbiara.

A assessoria do TSE ressaltou que, no início do mês, Gilmar solicitou ao ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, que a Polícia Federal investigue todos os casos de assassinatos de candidatos a prefeito, a vice-prefeito e a vereador.

Autoridades e políticos também divulgaram notas de repúdio ao atentado ocorrido em Itumbiara, no sul goiano. Nos comunicados, eles lamentam o ocorrido e enviam mensagens de consolo às famílias das vítimas.

Perfil de José Gomes
José Gomes da Rocha, de 58 anos, começou sua carreira política em 1976, quando se tornou vereador em com apenas 18 anos. Depois, se elegeu deputado federal por quatro vezes, entre 1989 e 2003 e deputado estadual, logo em seguida. O político também ocupou a prefeitura de Itumbiara por dois mandatos, entre 2005 e 2012.

Após deixar o governo, conseguiu eleger seu candidato, o atual prefeito da cidade, Chico Balla (PTB). Em 2013, José Gomes foi nomeado como presidente da Companhia de Saneamento de Goiás (Saneago).

José Gomes deixa cinco filhos, sendo três homens e duas mulheres.

José Eliton, novo secretário de Segurança Pública de Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Vice-governador de Goiás, José Eliton foi baleado em Itumbira, Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Perfil de José Eliton
Natural de Rio Verde, no sudoeste goiano, José Eliton (PSDB) foi eleito vice-governador do Estado de Goiás com o governador Marconi Perillo (PSDB) e reeleito em 2014. Ele é formado em direito e já atuou no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e no Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO). No ano passado, foi secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação (SED).

O político foi convidado pelo governador a assumir a Secretaria de Segurança Pública no dia 24 de fevereiro deste ano, substituindo Joaquim Mesquita. A troca aconteceu dois dias após a morte da estudante Nathália Zucatelli, 18 anos, baleada ao sair de um cursinho pré-vestibular, no Setor Marista, em Goiânia.

FOTOS IMAGENS-Atirador processou a Prefeitura de Itumbiara por causa de horas extras
Avalie esta postagem



Loading...

Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: levanyjunior@blogdolevanyjunior.com

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *