FOTOS IMAGENS-Advogado é preso ao tentar sair de penitenciária do Ceará com bilhetes para membros de facções criminosas



Um advogado foi preso ao ser flagrado saindo do presídio com quase 20 bilhetes destinados a integrantes de organizações criminosas, em Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza, no início da tarde desta terça-feira (24). Alaor Patrício Junior, 25 anos, foi autuado por integrar organização criminosa e associação para fins de tráfico de drogas, informou a polícia.

O caso ocorreu por volta de 12h, quando Patrício Junior estava saindo da Casa de Privação Provisória de Liberdade Agente Elias Alves da Silva (CPPL IV), em Itaitinga, onde foi atender a internos. De acordo com Wilson Camelo, delegado titular do município, o advogado entrou com bilhetes na unidade e tentou sair de lá outros.

“Bilhetes fazendo menção ao tráfico de drogas, fuga de presos, retaliação pra quem tá devendo tráfico”, disse o delegado.

Camelo não quis confirmar se as mensagens têm relação com os ataques criminosos ocorridos no estado desde a última sexta-feira (20), mas afirma que eram enviadas por chefes de uma organização criminosa.

A Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Ceará (OAB-Ceará) se manifestou, por meio de nota, confirmando a prisão em flagrante do advogado e afirmando que acompanha o caso “para garantir a legalidade da prisão e também que o acusado tenha assegurado o direito à ampla defesa e ao contraditório”. A Ordem acrescentou que “em caso de infração ao código de ética, a OAB tem o dever de abrir um processo disciplinar no Tribunal de Ética e Disciplina”.

Ainda segundo o delegado, quatro internos envolvidos com o advogado foram identificados. Os cinco homens foram conduzidos para a delegacia e autuados por integrar organização criminosa. O advogado também foi autuado por associação para fins de tráfico. Ele não tinha antecedentes criminais.

Veja também



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.