FOTOS IMAGENS-Adolescentes matam colega e filmam sequência de tortura


junho 25, 2019 às 14:46 – Por: Redação OP9

Vítima foi torturada, esfaqueada e espancada antes de ser afogada na água do mar. Foto: Cortesia

Vítima foi torturada, esfaqueada e espancada antes de ser afogada na água do mar. Foto: Cortesia

Duas adolescentes foram apreendidas em flagrante na manhã desta terça-feira (25) depois de torturarem, esfaquearem, espancarem e afogarem uma colega na praia do Pontal de Maria Farinha, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife. O assassinato foi todo filmado e o vídeo, de teor muito forte, circula pelas redes sociais.

A vítima, também adolescente, aparece ensanguentada na beira da praia e não tem forças para reagir às várias pancadas no rosto dadas por uma das envolvidas. Ela, que ainda não foi identificada pela polícia, veste uma farda da Rede Pública de Ensino do Recife.

Leia também:
Namorado pede que vídeo de jovem morta não seja divulgado
Morte de jovem torturada teve participação de ex-namorado trans

Enquanto chora e apela para que a deixem ir embora, a garota é segurada pelos cabelos, xingada e acusada de namorar um homem casado. Em seguida, ela, que também foi esfaqueada na região do pescoço e da nuca, é arrastada para dentro do mar, onde é mantida embaixo d’água até perder os sentidos. No vídeo, é possível ouvir a pessoa que filma incitando as agressões: “Tá com pena? Afoga ela!”, diz a adolescente.

No fim da gravação, quando a vítima é arrastada já desfalecida de volta para a areia da praia, uma testemunha aparece e começa a gritar com as suspeitas, questionando se foram elas que fizeram aquilo, ao que elas respondem dizendo que a adolescente morreu por conta de uma suposta traição. Pouco antes de o vídeo ser encerrado, a pessoa que presenciou a cena diz que as responsáveis não vão sair do local e pede para que alguém chame a polícia. A vítima é então retirada do local para ser socorrida, mas já estava sem vida.

As envolvidas foram levadas à Delegacia do Janga, mas de lá seguiram para outra unidade da Polícia Civil, onde estão sendo ouvidas. O corpo da adolescente assassinada foi recolhido e levado ao Instituto de Medicina Legal do Recife. No local, foi feita uma perícia preliminar.

De acordo com o delegado Augusto Cunha, que esteve no local, o corpo apresentava vários ferimentos e sinais de afogamento, mas somente o laudo tanatoscópico vai definir a causa da morte. A adolescente também apresentava cortes na mão, que podem ter ocorrido quando ela tentava se defender das agressões.

Por conta do teor extremamente violento do vídeo e por respeito à família da vítima, o OP9 não vai divulgar as imagens.



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.