FORTALEZA -CE-Polícia investiga youtuber que acusa prefeitura de Fortaleza de fazer cartilha com conteúdo sexual para professores de creches



A Prefeitura de Fortaleza apresentou uma queixa-crime contra a blogueira Regina Vilella, após ela afirmar que a administração municipal fez uma cartilha com conteúdo sexual para professores de creches.

Em vídeo que circula em redes sociais, Regina divulga páginas de uma suposta cartilha de treinamento fornecida pela Secretaria Municipal de Educação aos profissionais da educação infantil cuja temática seria “A sexualidade na primeira infância.” Nas palavras dela, segundo a notícia-crime, o treinamento endossa abraços, carícias e até a masturbação infantil para acalmar as crianças.

Regina, youtuber, é filiada ao PSL e foi candidata derrotada a deputada federal em 2018 no Ceará.

A Prefeitura de Fortaleza afirmou em nota que “nunca houve qualquer produção ou distribuição de nenhum material pedagógico envolvendo sexualidade infantil para as unidades educacionais do município” e que a “temática não faz parte de nenhuma das diretrizes curriculares da Educação Infantil pública de Fortaleza”.

Segundo a denúncia assinada pela secretária da Educação, Dalila Saldanha, a cartilha “não existe, tendo sido criado um documento com a logomarca da Prefeitura de Fortaleza, cujo conteúdo é criminoso”.

Regina afirma que manteve as denúncias em depoimento à polícia. Ela diz que entregou o material que recebeu de coordenadoras que receberam o treinamento. De acordo com ela, depois de seu vídeo, a prefeitura cancelou novas turmas. Ela disse também que a Secretaria Municipal de Educação enviou ordem expressa para que cancelassem nas escolas o treinamento para professores.

“Alertei para o conteúdo do treinamento, não citei nome de ninguém, apenas afirmei que os pais precisam saber o que a secretaria está usando como conteúdo para o treinamento de professores e cuidadores”, diz ela.

Inquérito

Prefeitura de Fortaleza denuncia youtuber que afirmou que Secretaria da Educação de Fortaleza incentiva que "treinamento sexual" entre alunos da rede pública da capital cearense — Foto: ReproduçãoPrefeitura de Fortaleza denuncia youtuber que afirmou que Secretaria da Educação de Fortaleza incentiva que "treinamento sexual" entre alunos da rede pública da capital cearense — Foto: Reprodução

Prefeitura de Fortaleza denuncia youtuber que afirmou que Secretaria da Educação de Fortaleza incentiva que “treinamento sexual” entre alunos da rede pública da capital cearense — Foto: Reprodução

O advogado de Villela, Aluisio Gurgel, diz que o próximo passo é aguardar se a polícia vai dar seguimento à investigação ou arquivar o caso, segundo ele, mantido sob sigilo. Ele não quis apresentar o teor do depoimento de sua cliente.

Gurgel disse que o inquérito foi aberto a pedido da secretária de Educação. “Era importante o esclarecimento dos fatos, a apresentação de provas e eventualmente a oitiva de testemunha caso a delegada ainda sentisse tal necessidade.”

De acordo com ele, Regina apresentou-se voluntariamente e mostrou todo o material que foi tornado público, além de outras provas que coletou. “O restante a respeito do inquérito corre sob sigilo e o 4o Distrito Policial deve dar uma resposta à sociedade em breve. Qualquer julgamento a respeito da veracidade do material vai depender não somente deste inquérito, mas dos demais procedimentos que foram instaurados perante o Ministério Público, perante a delegacia da Criança e do adolescente (Dececa), bem como perante a Vara da Infância e Juventude.”

Regina não informou ao G1 quem lhe forneceu os documentos.

Em uma página da suposta cartilha mostrada por Regina está escrito: “Um breve histórico Séc. XV e XVI –a nobreza, abraços, carícias e beijos em muito comuns entre as classes populares, assim como a masturbação infantil, a qual era realizada pelos pais e pelas amas com intuito de acalmar as crianças”.

A Polícia Civil não informou qual é a situação atual do inquérito.

Veja também

G1 Carros

Hyundai HB20 2020: G1 avalia lançamento

Segundo carro mais vendido do



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.