EXTREMOZ RN-Setor imobiliário espera a volta dos bons tempos em Natal e Região Metropolitana


José Aldenir / Agora RN

Loading...
Atual estoque de unidades habitacionais em Natal e Região Metropolitana é apenas 25% do que era há quatro anos

O ano de 2019 é ainda é uma incógnita para o mercado imobiliário de Natal e Região Metropolitana, na opinião do diretor de Mercado do Sindicato da Construção (Sinduscon-RN), Francisco Ramos.

Em entrevista nesta quarta-feira, 31, à rádio 94 FM, Ramos afirmou que o atual estoque de unidades habitacionais em Natal e Região Metropolitana é apenas 25% do que era há quatro anos.

Os valores do metro quadrado construído, que normalmente eram superiores aos praticados na vizinha João Pessoa, hoje são em média 10% menores em relação à capital paraibana, afirmou.

A culpa por essa situação, segundo ele, pode ser atribuída a um excesso de oferta de unidades nos anos que antecederam à crise de 2014, quando grandes construtoras nacionais instaladas a partir de 2010 se retiraram em bloco da praça.

“Elas vieram, apostaram alto e foram embora quando a economia começou a declinar”, resumiu.

Mas o empresário, que é diretor da Constel, uma das últimas construtoras a receber os maiores financiamentos da Caixa Econômica para empreender lançamentos antes da crise, ainda está otimista.

“Os bancos voltaram a financiar, inclusive pessoas jurídicas; as taxas de juros vem caindo, a inflação continua no centro da meta e estamos com o novo governo mais perto do que longe de retomar os bons tempos, afirmou Francisco Ramos.

 

EXTREMOZ RN-Setor imobiliário espera a volta dos bons tempos em Natal e Região Metropolitana
Avalie esta postagem



Loading...

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *