EXTREMOZ RN-RN Chega Junto: Governo do Estado inicia distribuição de cestas básicas do programa


A região metropolitana de Natal será o ponto de partida da rota de distribuição de cestas básicas do programa RN Chega Junto, adquiridas pelo Governo do Estado, para atender 40 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social até o final do ano.

O cronograma da distribuição dos kits de alimentos foi apresentado à governadora Fátima bezerra pela secretária Iris Oliveira, titular da Secretaria Estadual do Trabalho, Assistência Social e Habitação (Sethas), em reunião realizada nesta terça-feira (02), na Governadoria, em Natal, esclarece informação da assessoria de imprensa.

O programa RN Chega Junto, lançado no dia 04 de agosto, foi instituído por meio do Decreto nº 29.889.

Na primeira remessa, prevista para iniciar na segunda quinzena de setembro, serão entregues 8.259 cestas básicas a 61 entidades de sete municípios: Natal, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, Macaíba, Extremoz, Touros e Rio do Fogo.

Inicialmente, as cestas serão entregues às entidades para que sejam repassadas por agendamento às pessoas credenciadas.

Todas as regiões do RN serão contempladas pelo programa, que prevê mais cinco ações de assistência social, incluindo aluguel social para 130 famílias e distribuição de refeições nos finais de semana para pessoas em situação de rua, visto que os restaurantes populares só funcionam de segunda a sexta.

Ao todo, mais de 500 mil pessoas serão atendidas pelo RN Chega Junto, com prioridade para as populações de rua, comunidades tradicionais indígenas e quilombolas, LGBTQI+, idosos, refugiados e povos apátridas.

As ações contam com recursos extraordinários oriundos da Lei Complementar nº 173, de 27 de maio deste ano, que estabelece o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus (COVID-19).

Para o RN, foram destinados recursos financeiros na ordem de R$ 442,2 milhões; para os 167 municípios foram destinados R$ 349,56 milhões; e, do montante para o estado, cerca de R$ 9 milhões serão para a área da Assistência Social.

Postado por Lúcio Flávio



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.