EXTREMOZ RN-DIFERENÇAS ENTRE BRASIL X JAPÃO: POR QUE O BRASIL NÃO CONSEGUE SE DESENVOLVER ECONOMICAMENTE COMO O JAPÃO?


Resultado de imagem para economia do japãoResultado de imagem para economia do japão

O Japão, assim como o Brasil, já passou por sérias crises econômicas em vários momentos de sua história, como a crise após a Segunda Guerra Mundial e a mais recente no ano de 2008. Mas sempre se reergueu rapidamente, sendo que hoje em dia, o Japão é a terceira maior economia mundial, abaixo somente dos gigantes Estados Unidos e a China e o segundo país mais desenvolvido. E comparado ao Brasil, Estados Unidos e a China, o Japão é minúsculo em tamanho (tem o território um pouco maior que o estado de Mato Grosso do Sul) e possui muito menos recursos naturais do que estes países. Então, como o Japão consegue ser atualmente tão forte economicamente e o Brasil, de país emergente nos anos 2000 juntamente com a China, não consegue crescer?

Veja abaixo alguns fatores que fazem da economia japonesa ser bem diferente da economia brasileira e tire suas próprias conclusões.

  1. OS IMPOSTOS E JUROS BAIXOS NO JAPÃO: no Brasil todos sabemos o quanto é alto os impostos sobre os produtos industrializados. As empresas sofrem com tanta taxa e imposto cobrado e todos estes valores são repassados ao consumidor. E não há um valor definido. Cada produto tem uma porcentagem de imposto diferente. Já no Japão, os impostos não passam de 8% sobre os produtos, o que torna o valor repassado ao consumidor muito baixo, o que possibilita às pessoas comprarem e consumirem mais, o que faz a economia girar. Já os juros bancários e de empréstimos ou financiamentos são também baixos e sempre constantes.
  2. NO JAPÃO NÃO EXISTE PIRATARIA: diferentemente do Brasil, no Japão não existe pirataria e contrabando (apesar que alguns estrangeiros sempre tentam burlar as leis do país, mas se dão mal). Todos os produtos são oficiais e as lojas recolhem corretamente seus impostos ao governo, o que torna a economia do país muito forte. Um país onde existe pirataria, não há o recolhimento devido dos impostos e assim, falta dinheiro na economia para fazer o país crescer.
  3. O JAPÃO É UMA PAÍS DE MUITO TRABALHO: no Japão, o povo trabalha arduamente e existem poucos feriados durante o ano, o que possibilita sempre as empresas estarem produzindo e comercializando, injetando sempre dinheiro na economia. Já no Brasil, um país onde existe muitos feriados, greves, paralisações, protestos, cada dia parado de uma empresa, é prejuízo na certa. Sem produzir e nem gerar dinheiro não há crescimento econômico.
  4. O JAPÃO TEM UMA MOEDA COMPETITIVA COM RELAÇÃO AO DÓLAR: no Japão, cada 1 dólar equivale a mais ou menos 107 ienes, o que não pesa demais na economia na hora de comprar matérias primas ou importar produtos de outros países. Já no Brasil, com cada dólar valendo mais de 3 reais, fica difícil uma empresa conseguir preços competitivos na compra de matéria prima de outros países ou mesmo que os produtos importados cheguem ao Brasil com um bom preço de venda. Para se ter uma ideia, com relação ao Japão, o dólar no Brasil deveria valer no máximo R$ 1,07 centavos. Ou seja, para o Real ser uma moeda forte, ele deveria ser bem competitivo também com relação ao dólar.
  5. NO JAPÃO NÃO EXISTE INFLAÇÃO: aumentou o preço da gasolina no Brasil, todos já sabem que tudo vai aumentar. É um efeito dominó. Só não aumenta o salário da população e isto diminui o poder de compra porque o povo irá gastar menos. Enquanto isto no Japão não existe a chamada “inflação”. Muitas coisas tem o mesmo preço por aqui há mais de 10 anos. A população já sabe o que pode comprar com seu salário mensal sem preocupações de que todo mês os preços irão aumentar como acontece no Brasil. E se aumenta alguma coisa, a gasolina por exemplo, o custo é tão irrisório que muitos nem percebem no final do mês. Evidentemente muita coisa em relação aos alimentos no Japão é caro, devido a falta de lugares para se cultivar, mas mesmo o que vem de fora, dá para comprar com o salário que você recebe no mês.
  6. O POVO JAPONÊS SABE POUPAR: ao contrário do que se pensa, os japoneses não são consumistas fervorosos. Aprenderam nas dificuldades que já passaram a economizar para momentos difíceis como no caso de terremotos. Assim, se por acaso o Japão passar por uma crise econômica, muitos tem como superar o momento por ter dinheiro guardado em bancos ou até mesmo dentro de casa (já que muitos japoneses não confiam muito no uso da tecnologia bancária). Já no Brasil, o povo muitas vezes já começa o ano endividado com juros de cartão de crédito, IPTU, IPVA e por aí vai. E quando não há como pagar, acontecem as inadimplências o que provoca profundo rombo nas finanças de qualquer setor.
  7. NO JAPÃO NÃO EXISTE TANTA CORRUPÇÃO COMO NO BRASIL: quando se trata de corrupção, o Japão tem lutado fortemente para banir empresários e políticos corruptos e a punição é severa. Já no Brasil, todos os meses vemos notícias de corruptos e dinheiro roubado em todos os noticiários e a maioria fica solta e com o dinheiro roubado no bolso. Dinheiro público roubado torna o país mais pobre economicamente. E isto é um sério problema que faz o Brasil passar pelas dificuldades que anda enfrentando.

Existem outros inúmeros fatores que tornam um país tão pequeno territorialmente como o Japão, a potência econômica que é hoje em dia, mas resumindo tudo, o Brasil é rico em recursos naturais, tem um vasto território e não tem a ocorrência de desastres naturais como vulcões e terremotos. Deveria ser tão rico quanto o Japão, Estados Unidos ou China. Mas enquanto continuar com corrupção, inflação alta, moeda fraca, pirataria e a falta de políticos que queiram mudar alguma coisa, fica difícil sair desta crise que está passando.

 

EXTREMOZ RN-DIFERENÇAS ENTRE BRASIL X JAPÃO: POR QUE O BRASIL NÃO CONSEGUE SE DESENVOLVER ECONOMICAMENTE COMO O JAPÃO?
Avalie esta postagem



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *