Carregando...

Empresários do setor de combustíveis descartam prática de cartel no Brasil


download

Os empresários do setor de combustíveis rechaçam as denúncias de formação de cartel, explicam política de preço nas bombas e pedem “serenidade” as autoridades. Essa foi a posição externada nesta quinta-feira, na abertura do 9º Encontro de Revendedores de Combustíveis do Nordeste (Ercom), no Sehrs Natal Grande Hotel, em Natal.

“Nos Estados Unidos e em outros países, a semelhança de valores é muito comum, às vezes até em todo um Estado. Isso muitas vezes não é um retrato de cartel, mas sim de uma concorrência muito acirrada”, explicou o presidente da Federação Nacional de Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis), Paulo Miranda Soares, ao citar 160 processo em andamento, em todo o Brasil. Para ele, “as autoridades precisam ter serenidade para não avaliar com injustiça, mas as leis devem ser aplicadas contra a prática do cartel e estamos abertos para esclarecimentos”, acrescentou.

O setor de combustíveis movimentou R$ 275 bilhões no ano passado, gerando uma arrecadação de R$ 71,bilhões em tributos, segundo o Relatório Anual da Revenda de Combustíveis, lançado ontem no evento. A composição do faturamento mostra que 43% dos R$ 275 bilhões foram oriundos do comércio da gasolina; 49% do diesel e apenas 85 do etanol.

Conforme previsto, o consumo manteve-se aquecido em 2013, apesar de ter crescido menos (5%) na comparação com anos anteriores. “Podemos considerado um ano bom para o setor e os resultados só não foram melhores devido às circunstâncias econômicas”, diz Miranda.

No discurso de abertura, o anfitrião do encontro e presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Rio Grande do Norte (Sindipostos/RN), Antônio Sales, destacou dados relativos ao setor no RN, que gera cerca de 30 mil empregos, é o maior pagador de ICMS do Estado.

No primeiro dia do encontro, o empresário potiguar Marcelo Alecrim, sócio do grupo ALE Combustíveis, recebeu homenagem por revenda de combustíveis no Nordeste, destacando o RN no cenário nacional e internacional.

Marcelo recordou a trajetória empresarial, que já soma 30 anos, e a história do grupo ALE, que fará 18 anos neste domingo, 1º de junho. “Quatro empresas atuam no mercado nacional de distribuição de combustíveis, mas só a ALE passou de regional para nacional. Essa homenagem é um reconhecimento do país e é muito prazeroso receber na minha cidade, junto com pessoas do meu dia-a-dia”.

 

 

Empresários do setor de combustíveis descartam prática de cartel no Brasil
Avalie esta postagem



Loading...

Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: levanyjunior@blogdolevanyjunior.com

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *