Ceará-Mirim (RN): Marconi Barreto ficou comendo banana


): Marconi Barreto ficou comendo banana

Por Robson Pires, em

No momento em que se discute nacionalmente o custo de advogados a serem pagos com recursos do Fundo Partidário, como colocaram em Brasília, o RN tem um exemplo recente desse custo. O Prefeito afastado de Ceará Mirim, Marconi Barreto, ficou sem defesa no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Motivo: o preço que lhe foi cobrado por uma das bancas tidas como do primeiro time em Brasília . Uma nota de R$ 1 milhão e 200 mil. Seiscentos mil no fechamento do contrato. Os outros seiscentos no sucesso. Ele preferiu perder a Prefeitura,

Com a garantia do pagamento com dinheiro público esse preço deveria subir ainda mais.

O município de Ceará-Mirim, Região Metropolitana de Natal, terá eleição suplementar no dia 1º de dezembro . O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) aprovou em unanimidade a Resolução n° 21/2019 que disciplina a realização das eleições suplementares para os cargos de prefeito e vice-prefeito do município.

TL



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.