Carnaubais RN; Temer defende que G-20 trabalhe para gerar empregos


O presidente Michel Temer defendeu nesta segunda-feira na cúpula do G-20 que o grupo das principais economias do mundo trabalhe para gerar empregos, necessários para a expansão econômica.

— Não há crescimento sustentável e inclusivo sem a criação de empregos de qualidade e a promoção do trabalho decente — disse Temer em discurso durante almoço de trabalho na cidade chinesa de Hangzhou. — Temos de agir para criar empregos para nossas populações.

Em um momento em que o Brasil soma quase 12 milhões de desempregados, Temer, que foi efetivado na presidência na semana passada após o impeachment de Dilma Rousseff, disse que o país está reordenando sua economia para “criar as condições para a geração de empregos de qualidade”. [nL1N1BB0GF]

Temer aproveitou também para reafirmar a posição brasileira em defesa de uma maior abertura do comércio internacional para os países em desenvolvimento:

— O Brasil tem ressaltado a importância de um sistema de comércio internacional mais aberto e menos discriminatório para os países em desenvolvimento, que dependem muito das exportações agrícolas.

Já a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, disse nesta segunda-feira que o consenso no G-20 é que deve haver mais crescimento e que ele deve ser mais inclusivo.

Falando após o encerramento da cúpula do G-20, na cidade chinesa de Hangzhou, Lagarde disse que o crescimento tem sido muito baixo por muito tempo e que as reformas estruturais não devem ser apenas pensadas, mas implementadas.

EXCESSO DE PRODUÇÃO SIDERÚRGICA

Os líderes do G-20 reconhecem que o excesso de capacidade de produção de aço e em outras indústrias é um problema global que exige resposta coletiva, segundo um documento da Casa Branca publicado ao final da cúpula de países na China.

O G-20 pediu pela formação de um fórum global que tome medidas para solucionar o problema do excesso de capacidade em aço.

O comunicado saiu depois de, na sexta-feira, o governo dos Estados Unidos decidir manter contra Brasil, Índia, Coreia do Sul e Inglaterra tarifas de importação de aço laminado a frio, determinando que os produtos vindos da Rússia não estão prejudicando a indústria norte-americana.

As tarifas impostas contra as importações de produtos dos quatro países são de até 58,36%. No caso do Brasil, as exportações para os EUA são feitas por CSN e Usiminas.

O Globo

Blog do BG: http://blogdobg.com.br/#ixzz4JOyyVKavTemer-1024x683-1024x683

Carnaubais RN; Temer defende que G-20 trabalhe para gerar empregos
Avalie esta postagem



Loading...

Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: levanyjunior@blogdolevanyjunior.com

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *