CAICÓ RN-Justiça prorroga prisão de ex-delegado de Caicó e demais suspeitos de fraude


olavo

G1/RN – A Justiça decretou a prorrogação por mais cinco dias da prisão temporária dos cinco presos na operação Prata da Morte que investiga um esquema que fraudava pensões do Instituto de Previdência dos Servidores do Rio Grande do Norte (Ipern). Dentre os presos estão o delegado Olavo Dantas Medeiros e a advogada Thayana de Moura Macedo.

O delegado Olavo Dantas Medeiros está custodiado sozinho em uma cela da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Dame), em Natal. Já a advogada está em prisão domiciliar por falta de cela especial no sistema prisional do estado.

A investigação teve início após a polícia receber uma informação através do Whatsapp do Disk Denúncia que dava conta de que o delegado Olavo Dantas de Medeiros Júnior teria procurado um homem identificado como José Laercio Ferreira de Melo e feito a proposta de fraudar uma documentação para que o Laercio e seus familiares pudessem receber a pensão deixada pelo pai, o auditor fiscal falecido, Gonçalo Pereira de Melo. De acordo com a denúncia, a proposta teria sido aceita e o plano executado. Além da pensão, os denunciados teriam recebido ainda R$ 240 mil que estava depositado na conta do falecido.



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.