Assú RN; MEC divulga gabarito oficial do Enem 2015


enem

O MEC (Ministério da Educação) divulgou nesta quarta-feira (28) na internet (http://enem.inep.gov.br/) o gabarito oficial das provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2015, realizadas no último fim de semana.

Os candidatos só terão acesso às notas individuais na primeira semana de janeiro, quando será lançado o edital com as vagas do Sisu (Sistema de Seleção Unificada).

De acordo com o ministério, as provas digitais serão disponibilizadas no site do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), órgão que organiza o exame, na próxima sexta-feira (30).

A edição deste ano teve 7,7 milhões de inscritos, com taxa de abstenção de 25,5% (o que corresponde a cerca de 1,9 milhão de pessoas).

O índice é o menor desde 2009, quando o exame começou a ganhar força como meio de seleção para ingresso nas universidades públicas do país. O ministro Aloizio Mercadante (Educação) atribuiu o menor índice de ausência às regras para obter isenção nas taxas de inscrição, que exigem a participação dos estudantes, e à inclusão do Enem como critério de seleção em programas como o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

“A motivação para o Enem vem crescendo ano a ano, pelas oportunidades que vem sendo dadas, como Prouni e Fies. Muitos que fazem o exame pretendem entrar em um novo curso ou na universidade pública”, afirma.

Além do menor índice de abstenções, o Enem também registrou um número menor de candidatos eliminados neste ano em relação a 2014, quando houve 1.519 afastamentos. Ao todo, 743 participantes foram eliminados por descumprirem as regras nos dois dias do exame -365 no sábado (24) e 378 no domingo (25).

O Enem se consolidou como principal porta de acesso às vagas públicas e privadas de ensino superior e ensino técnico pelo Sisu. A prova também pode ser utilizada para certificação de conclusão do ensino médio e é pré-requisito para programas como Ciência sem Fronteiras (bolsa para estudos no exterior), ProUni (bolsa federal para cursar escola privada) e Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

PROVAS

Nos dois dias de exame, os estudantes responderam a 180 questões objetivas de ciências humanas e da natureza, matemática e linguagem, e a uma redação.

O exame provocou uma série de manifestações nas redes sociais, principalmente em torno de uma questão que citou a filósofa francesa feminista Simone de Beauvoir e do tema da redação : “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”.

A citação de Beauvoir estava na prova de sábado (24), que dizia: “Ninguém nasce mulher: torna-se mulher. Nenhum destino biológico, psíquico, econômico define a forma que a fêmea humana assume no seio da sociedade; é o conjunto da civilização que elabora esse produto intermediário entre o macho e o castrado que qualificam o feminino.”

Para os deputados Jair Bolsonaro (PP-RJ) e Marco Feliciano (PSC-SP), tratou-se de “doutrinação imposta pelo PT” e “investida sobre a formação intelectual dos jovens”.

No domingo (25) a discussão engrossou. “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira” foi o tema da redação. As “hashtags” foram de “doutrinação feminista” e “feminazis”, a “chora machista” e “machistinhas do Enem”.

A presidente Dilma (PT) e o ministro Aloizio Mercadante (PT) se manifestaram. Ela, no Twitter: “A sociedade brasileira precisa combater a violência contra a mulher”, afirmou. Ele, ao vivo: “As pessoas podem divergir. Mas na educação tem que estar aberto a conhecer e refletir”, disse.

Folha Press

Blog do BG: http://blogdobg.com.br/#ixzz3ps7ivR7L



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.