ALTO DO RODRIGUES RN-Pastores negociam com as FARC pela libertação de seus filhos


images (1)

Pastores negociam com as FARC pela libertação de seus filhosPastores negociam com as FARC libertação de filhos

Há anos as Forças Armadas Revolucionárias Colombianas (FARC) aterrorizam a Colômbia com muita violência e até mesmo sequestrando crianças.

Muitos pastores precisam negociar diretamente com os guerrilheiros para ter seus filhos soltos e até mesmo intercedendo pelos filhos de outros membros da igreja.

O pastor Maurício teve que entrar em contato com as FARC para ter seu filho de volta mesmo sabendo que poderia ser morto.

Antes do encontro o religioso e seus amigos fizeram uma oração e quando ele se apresentou ao comandante do grupo da vila onde mora, recebeu a permissão para resgatar seu filho de 15 anos de idade.

Mas o favor não foi de graça: o pastor precisou se comprometer a deixar a vila e em poucos dias se mudou para um local mais seguro. Apesar da mudança, a família enfrenta o medo diário de voltar a ser vítima dos guerrilheiros e o garoto ficou gravemente traumatizado.

Muitas vítimas das FARC ficam traumatizadas após o sequestro, tanto é que o ministério Portas Abertas ajuda a Casa Abrigo Visão Ágape, um espaço que recebe e cuida de crianças que foram resgatadas dos guerrilheiros.

No espaço essas crianças recebem apoio, conhecem a Palavra de Deus e encontram uma forma de recomeçar a vida.

Para incentivar esses pequenos a não desistirem da luta diária que é vencer os traumas, a Portas Abertas lançou uma campanha para envio de cartas para as crianças ajudadas pela Casa Abrigo, interessados em participar podem entrar no site para conhecer sobre o projeto (www.portasabertas.org.br).



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.