A PALAVRA DO DIA-O Cristão e a Honestidade


Amados amigos e Irmãos na fé;

hoje falarei sobre um assunto totalmente diferente. Quero discutir com vocês a respeito da honestidade, suas implicações na vida do cristão e a obrigação bíblica que o convertido tem em proceder dessa maneira.

Diversas são as passagens no Texto Sagrado que falam a respeito da honestidade. Em Salmos 112:5 temos que “Feliz é o homem que empresta com generosidade e que com honestidade conduz os seus negócios.”. Eu lhes pergunto Irmãos na fé: O que é preciso para ser honesto e alcançar a felicidade?

Muito de vocês podem responder: Ah Crente Crítico, seja correto, não tente obter vantagem indevida de ninguém!

Certo Irmão na fé. Esse ninguém vai desde ser correto na Declaração de Imposto de Renda (não inventem deduções inexistentes!), passando pela retidão no trato com seus Irmãos na fé, com aqueles que não são convertidos, seus inimigos e inclusive aqueles que forem contra as suas crenças!

A Palavra nos diz que devemos ser honestos com nossos empregados: Não se exigia prestação de contas dos que pagavam os trabalhadores, pois agiam com honestidade.” (2 Reis 12:15). Você paga sua diarista ou empregada doméstica corretamente Irmão na fé? Você Irmão empresário, paga hora extra aos seus empregados? Recolhe FGTS e INSS?

Você deve ser honesto também com o dinheiro de outras pessoas ou entidades que porventura você venha a participar: “Mas eles não precisarão prestar contas da prata que lhes foi confiada, pois estão agindo com honestidade.” (2 Rei 22:7). O dinheiro em sua Igreja tem sido bem empregado Irmão na fé? As doações de roupas, alimentos e etc são destinadas às pessoas mais necessitadas? Você Irmão na fé, que auxilia na Igreja, lida de forma correta com as verbas que passam pelas suas mãos? Quando você vê algo de errado, comunica a alguém hierarquicamente superior (pastor, presbítero ou diácono)?

Irmão na fé, você devolve aquilo que não lhe pertence? Gênesis 30:33 nos diz que “E a minha honestidade dará testemunho de mim no futuro, toda vez que você resolver veri­ficar o meu salário. ­Se estiver em meu poder alguma cabra que não seja salpicada ou pintada, e algum cordeiro que não seja preto, poderá considerá-los roubados.”.

Saibam amigos, que o bom testemunho de honestidade não deve ser dado somente para os olhos de Deus. Conforme 2 Coríntios 8:21 “estamos tendo o cuidado de fazer o que é correto, não apenas aos olhos do Senhor, mas também aos olhos dos homens.”. Vigiem o seu proceder Irmãos na fé. Há aqueles crentes que vêm para o Povo de Deus contaminados ainda pelo seu passado. Dão mau testemunho, mentem, se comportam de forma desonesta, mas mesmo assim, para aparentarem o que não são, na primeira oportunidade dizem: “Não precisam se preocupar comigo, sou um cara honesto, sou crente!”. Depois nos perguntamos o porquê de termos “o filme queimado” em diversos segmentos da sociedade…

Inclusive entre os próprios judeus existiam aqueles conhecidos por sua notória desonestidade: “Percorram as ruas de Jerusalém, olhem e observem. Procurem em suas praças para ver se podem encontrar alguém que aja com honestidade e que busque a verdade. Então eu perdoarei a cidade.” (Jeremias 5:1) Se entre o Povo Escolhido naquela época existiam velhacos, imaginem hoje em dia amigos!

Agora vou lhe perguntar algo que talvez possa lhe escandalizar Irmão. Por algum acaso você já interpretou algo na Palavra de Deus buscando benefício próprio? Salmos 51:6 diz que “Eis que desejas que a verdade esteja no íntimo; faze-me, pois, conhecer a sabedoria no secreto da minha alma.”.

Se você quer que a verdade da Bíblia se abra aos seus olhos e deseja entender os segredos de Deus Irmão na fé, não busque na Palavra interpretações tortas para justificar seus erros e/ou embasar a sua vontade mundana de pecar. Deus não colocou nada na Bíblia que vá justificar os seus pecados. Se o Criador deu Seu Filho para livrar-nos das consequências de nossas inúmeras iniquidades, como é que você vai chegar à conclusão que um trecho da Bíblia, por mínimo que seja, autoriza você a pecar?

Agora Irmãos na fé lhes pergunto: e a fofoca? Você é honesto com seus Irmãos e Irmãs na fé a ponto de não alimentar fofocas? São diversos as passagens bíblicas que falam das consequências da língua ferina e da maledicência:

“Pela transgressão dos lábios se enlaça o mau; mas o justo escapa da angústia. Do fruto das suas palavras o homem se farta de bem; e das obras das suas mãos se lhe retribui.”(Provérbios 12:13-14)

“Ajuntar tesouros com língua falsa é uma vaidade fugitiva; aqueles que os buscam, buscam a morte.”  (Provérbios 21:6)

“Malho, e espada, e flecha aguda é o homem que levanta falso testemunho contra o seu próximo.” (Provérbios 25:18)

É certo que a Bíblia compare a mentira e a fofoca com as armas: as duas primeiras podem muitas vezes ferir mais do que qualquer artefato de guerra…

Não procurem saber da vida dos outros, cuidem das suas! Aos olhos de Deus,   “Fazer justiça e julgar com retidão é mais aceitável ao Senhor do que oferecer-lhe sacrifício.”(Provérbios 21:3) Portanto, aos olhos do nosso Criador um homem ou mulher íntegro(a), honesto(a) vale muito mais do que aquele que jejua noite e dia, passa horas em oração, mas na primeira oportunidade abre a boca para espalhar mentiras, fofocas e discórdia.

Digo mais ainda Irmãos na fé. Se você quiser saber da vida de alguém, não fique perguntando pelos cantos. Vá direto à fonte. Ah Crente Crítico, mas fulano não quer falar comigo. Se não quer, você também não precisa saber da vida dele. Procure primeiro a reconciliação. Perdoe ou busque o perdão. Depois, feitas as pazes, sente e converse com o Irmão e pergunte tudo que você gostaria de saber. Assim você evita, antes de tudo, fococas, e também não acabará ouvindo algo que já foi distorcido inúmeras vezes ao passar por outros ouvidos antes de chegar aos seus.

Por fim, pergunto bem baixinho ao pé do seu ouvido Irmão na fé: Você é honesto consigo mesmo?Espero que sim. Provavelmente você, assim como eu, reconhece algum erro seu no passado que se enquadre em ao menos uma das situações acima descritas. Admitam amigos, nós somos imperfeito e falhos, logo pecamos. Mas o mais maravilhoso de tudo isso é que o perdão pelos nossos pecados é dado assim que você de forma honesta (olha aqui essa palavrinha novamente) confessa suas iniquidades em oração e, com fé, pede a nosso Senhor Jesus Cristo a remissão. Aí você está livre para pecar novamente? Claro que não! Então você terá uma oportunidade de conserto, de fazer a coisa certa amigo!

Talvez você esteja se perguntando: Puxa Crente Crítico, você congrega na minha Igreja, a ponto de saber tantas situações que por lá ocorrem? Não Irmão na fé. O ser humano é uma criatura propensa ao pecar. Quando as pessoas estão juntas, os pecados costumam ser muito semelhantes, a ponto da Bíblia se ocupar de vários deles e nos dar longas e valiosas lições, vistos os versículos citados acima ou aqueles já mencionados em outros textos…

Forte e honesto abraço e que Deus lhes abençoe!
O Crente Crítico

“Não retribuam a ninguém mal por mal. Procurem fazer o que é correto aos olhos de todos.” (Romanos 12:17)

A PALAVRA DO DIA-O Cristão e a Honestidade
Avalie esta postagem



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *