A PALAVRA DO DIA-1 Deuteronômio 7: 1-26 – OS REQUISITOS DA GUERRA SANTA.


Deuteronômio 7: 1-26 – OS

1

Deuteronômio 7: 1-26 – OS REQUISITOS DA GUERRA SANTA.

Aqui estamos em continuação: Os requisitos da guerra santa – 7:1-26.

A conquista da terra, por ordenança divina, era o próximo grande e terrível acontecimento da vida de Israel e Moisés voltou a atenção do povo para esse fato garantindo a eles a vitória certa porque Deus prometeu, mas também advertindo eles acerca da apostasia, quando estivessem vivendo na terra, ou quando a estariam conquistando.

Eles já tinham passado pelo Egito e lá prosperado e crescido, mas tornaram-se escravos e foram subjugados e Deus teve misericórdias deles e os livrou com forte mão.

No deserto, a primeira geração falhou gravemente e foi rejeitada e isso custou 40 anos no deserto. Agora era a vez da segunda geração e Moisés estava dando seus últimos discursos e instruindo eles com todo cuidado a fim de que pudessem concluir a missão deles dada por Deus: a conquista da Terra Prometida.

Agora era a vez da conquista e ela estava prestes a acontecer, mas não mais com a liderança do grande líder Moisés, mas outro líder se despontou e foi aprovado por Deus, Josué.

O discurso aqui fala já afirmando que Deus os introduzirá na terra e ainda lançará fora muitas nações: os heteus, e os girgaseus, e os amorreus, e os cananeus, e os perizeus, e os heveus, e os jebuseus – sete nações mais numerosas e mais poderosas.

Era essa a palavra de vitória antes da guerra! Entre numa guerra já sabendo do resultado e veja que engraçado, ou participe de um grande campeonato em que o resultado do jogo final já é conhecido. Assim, Israel estava entrando nessa guerra santa cujos requisitos estavam sendo passados.

A instrução de Deus era bem clara: destruir totalmente, não fazer alianças, não ter piedade, nem com ela se aparentarem, isto é, não tomar de suas mulheres para se unirem com elas. Se houvesse desvios nisso, o risco seria muito grande para eles, podendo até serem destruídos igualmente.

Eles ainda não haviam saído, nem tinha começado a guerra santa, estavam ainda com Moisés que estava sendo muito claro com todos eles e os instruindo.

Com relação à destruição total daqueles povos, temos uma palavra falada a Abraão há mais de 500 anos na qual dizia que a conquista daquela terra somente se daria quando se enchesse “a medida da iniquidade dos amorreus” – Gn 15:16. Não se tratava de uma questão etnocêntrica, mas numa guerra contra o mal, onde eles poderia ter igual tratamento se entrassem pelo mesmo caminho deles.

A escolha ou eleição de Israel – vs. 6 e 7 – foi fundamentada na aliança de amor de Deus com os antepassados dessa nação e, não baseada em alguma qualidade ou valor intrínseco dos israelitas. Deus mesmo explica no vs. 8: “mas porque o Senhor vos amava e, para guardar o juramento que fizera a vossos pais,”, comprovando a aliança de amor com os antepassados. Escolha de Deus baseada no seu amor e na sua palavra.

Como a eleição de Israel se baseou no juramento a Abraão, Isaque e Jacó, no tempo do Novo Testamento, a eleição da igreja por Deus se baseou no seu juramento a Jesus, o filho de Abraão e o filho de Deus – Sl 110:4; Hb 7:20-28.

Moisés temendo que o povo viesse a se acovardar como se acovardaram os homens da primeira geração, adverte o povo para ficarem firmes e não temerem nem dizerem em seus corações que as nações diante deles são mais poderosos que eles, desviando assim seus olhares do Senhor para o inimigo.

A promessa de Deus para eles é que eles seriam guardados por Deus com o mesmo poder como foram guardados diante dos egípcios.

Dt 7:1 Quando o SENHOR teu Deus te houver introduzido na terra,

               à qual vais para a possuir, e tiver lançado fora

                              muitas nações de diante de ti,

                                            os heteus, e os girgaseus, e os amorreus,

                                            e os cananeus, e os perizeus, e os heveus,

                                            e os jebuseus, sete nações mais numerosas

                                                           e mais poderosas do que tu;

Dt 7:2 E o SENHOR teu Deus as tiver dado diante de ti, para as ferir,

               totalmente as destruirás;

               não farás com elas aliança,

               nem terás piedade delas;

               Dt 7:3 Nem te aparentarás com elas;

                              não darás tuas filhas a seus filhos,

                              e não tomarás suas filhas para teus filhos;

               Dt 7:4 Pois fariam desviar teus filhos de mim,

                              para que servissem a outros deuses; e a ira do SENHOR

                                            se acenderia contra vós, e depressa vos consumiria. Dt 7:5 Porém assim lhes fareis:

               Derrubareis os seus altares,

               quebrareis as suas estátuas;

               e cortareis os seus bosques,

               e queimareis a fogo as suas imagens de escultura.

                              Dt 7:6 Porque povo santo és ao SENHOR teu Deus;

                                            o SENHOR teu Deus te escolheu, para que lhe fosses

                                                           o seu povo especial, de todos os povos

                                                                          que há sobre a terra.

               Dt 7:7 O SENHOR não tomou prazer em vós, nem vos escolheu,

                              porque a vossa multidão era mais do que

                                            a de todos os outros povos, pois vós éreis menos

                                                           em número do que todos os povos;

               Dt 7:8 Mas, porque o SENHOR vos amava,

                              e para guardar o juramento que fizera a vossos pais,

                                            o SENHOR vos tirou com mão forte e vos resgatou

                                            da casa da servidão, da mão de Faraó, rei do Egito.

               Dt 7:9 Saberás, pois, que o SENHOR teu Deus, ele é Deus,

                              o Deus fiel, que guarda a aliança e a misericórdia

                                            até mil gerações aos que o amam e guardam

                                                           os seus mandamentos.

               Dt 7:10 E retribui no rosto qualquer dos que o odeiam,

                              fazendo-o perecer; não será tardio ao que o odeia;

                                            em seu rosto lho pagará.

               Dt 7:11 Guarda, pois, os mandamentos e os estatutos e os juízos

                              que hoje te mando cumprir.

               Dt 7:12 Será, pois, que,

                              se ouvindo estes juízos, os guardardes e cumprirdes,

                                            o SENHOR teu Deus te guardará a aliança

                                                           e a misericórdia que jurou a teus pais;

                              Dt 7:13 E amar-te-á, e abençoar-te-á, e te fará multiplicar;

                              abençoará o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra,

                              o teu grão, e o teu mosto, e o teu azeite,

                              e a criação das tuas vacas, e o rebanho do teu gado miúdo,

                                            na terra que jurou a teus pais dar-te.

               Dt 7:14 Bendito serás mais do que todos os povos;

                              não haverá estéril entre ti, seja homem, seja mulher,

                                            nem entre os teus animais.

               Dt 7:15 E o SENHOR de ti desviará toda a enfermidade;

                              sobre ti não porá nenhuma das más doenças dos egípcios,

                              que bem sabes, antes as porá sobre todos os que te odeiam.

               Dt 7:16 Pois consumirás a todos os povos que te der o SENHOR

                              teu Deus; os teus olhos não os poupará; e não servirás a seus

                                            deuses, pois isto te seria por laço.

Dt 7:17 Se disseres no teu coração:

               Estas nações são mais numerosas do que eu;

                              como as poderei lançar fora?

               Dt 7:18 Delas não tenhas temor; não deixes de te lembrar

                              do que o SENHOR teu Deus fez a Faraó

                                            e a todos os egípcios;

               Dt 7:19 Das grandes provas que viram os teus olhos, e dos sinais,

                              e maravilhas, e mão forte, e braço estendido,

                                            com que o SENHOR teu Deus te tirou;

                              assim fará o SENHOR teu Deus com todos os povos,

                                            diante dos quais tu temes.

               Dt 7:20 E mais, o SENHOR teu Deus entre eles mandará vespões,

                              até que pereçam os que ficarem e se esconderem

                                            de diante de ti. Dt 7:21 Não te espantes diante deles;

                                            porque o SENHOR teu Deus está no meio de ti,

                                                           Deus grande e terrível.

Dt 7:22 E o SENHOR teu Deus lançará fora estas nações pouco a pouco

               de diante de ti; não poderás destruí-las todas de pronto,

                              para que as feras do campo não se multipliquem contra ti.

               Dt 7:23 E o SENHOR teu Deus as entregará a ti, e lhes infligirá

                              uma grande confusão até que sejam consumidas.

               Dt 7:24 Também os seus reis te entregará na mão, para que apagues

                              os seus nomes de debaixo dos céus; nenhum homem resistirá

                                            diante de ti, até que os destruas.

               Dt 7:25 As imagens de escultura de seus deuses queimarás a fogo;

                              a prata e o ouro que estão sobre elas não cobiçarás,

                              nem os tomarás para ti, para que não te enlaces neles;

                                            pois abominação é ao SENHOR teu Deus.

               Dt 7:26 Não porás, pois, abominação em tua casa,

                              para que não sejas anátema, assim como ela;

                                            de todo a detestarás, e de todo a abominarás,

                                                           porque anátema é.

Deus mesmo iria lançar de diante dos seus olhos aquelas nações, não de uma vez para não ocasionar o surgimento de feras dos campos em grandes números.

Deus entregaria eles aos israelitas, os afligiria e enviaria uma grande confusão para mesmo serem consumidos e ainda os seus reis, Deus entregaria eles nas suas mãos.

Que Deus há como o Senhor? Que história incrível e interessante de um Deus imanente. A Deus toda a glória sempre!

A Deus toda glória! p/ Daniel Deusdete –
http://www.jamaisdesista.com.br

REQUISITOS DA GUERRA SANTA.



Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.