A excelência do amor ( I Coríntios 13 )


amor_de_Deus

O amor retratado pelo apóstolo Paulo em I coríntios 13, está acima dos valores humanos. Encontramos ali, um amor que tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

O Apóstolo Paulo nos diz nesta passagem, ainda que falássemos as línguas dos homens(ainda que dominássemos vários idiomas), e dos anjos(falássemos em mistério com Deus);
ainda que profetizássemos; ainda que conhecêssemos todos os mistérios e toda a ciência (ainda que fôssemos sábios, eruditos, doutores, mestres e grandes intelectuais);
ainda que tivéssemos toda a fé, de maneira tal, que se ordenássemos aos montes para que se movessem de um lado para o outro, e assim fosse feito;
ainda que ricos, distribuíssemos a nossa fortuna para ajudar os pobres,
investindo tudo em causas sociais;
ainda que chegássemos ao ponto de entregar o nosso corpo em sacrifício, para ser queimado, em nome de uma “boa causa”, e não tivéssemos amor, seria um sacrifício inútil, para nada nos serviria.
O verdadeiro amor não age em interesse próprio.
O amor está acima do egoísmo e da vaidade humana.
Somente quem verdadeiramente ama, é capaz de renunciar seus próprios interesses, para priorizar a necessidade do próximo, cumprindo-se em sua vida o que está escrito em Filipenses 2:3 “Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considerando os outros superiores a si mesmo”.
“Considerando os outros superiores a si mesmo”, considerar os outros superior a si mesmo é priorizar a necessidade do próximo, colocando a sua própria necessidade em um segundo plano.
Isso é “amor”. Difícil não?…é, mas não é impossível.
Se verdadeiramente buscarmos o nosso “Deus” de todo o nosso “coração”, renunciando os nossos desejos mesquinhos e egoístas, realizaremos com certeza, os desejos do coração do nosso amado Deus. E esse é o desejo do coração de Deus para o nosso coração: “Que cumpramos a sua Palavra”.
Temos no Senhor Jesus o nosso maior referencial “Ele aniquilou-se a si próprio, tomando a forma de servo” , leia Filipenses 2: 5-9.
Encontramos também em Paulo esse ato de renuncia e amor a Deus, e a sua obra, leia Aos Gálatas 2:20.
O certo é que um dia, as línguas, as profecias, as ciências humanas; cessarão, e só o amor subsistirá. Teremos então, um total conhecimento do mundo espiritual. Hoje, conhecemos em parte, mas um dia, conheceremos o nosso Deus, como hoje, somos por ele conhecidos.
“Agora, permanecem a fé, a esperança, e o amor”.
Precisamos da fé, para mantermos viva a nossa esperança. Mas dependemos do amor, para amarmos à Deus, acima de todas as coisas; dependemos do amor, para amarmos o nosso próximo como a nós mesmos; dependemos do amor, para perdoarmos e sermos perdoados; enfim, dependemos do amor para nos doarmos a Deus, sem questionamentos.
Agora permanecem a fé, a esperança, e o amor, estes três, mas o maior destes, é o amor.
“PORQUE SÓ O AMOR, NOS ACOMPANHARÁ POR TODA À ETERNIDADE”
Que o nosso Deus abençoe à todos. Amém!



Levany Júnior

Levany Júnior é Advogado e diretor do Blog do Levany Júnior. Blog aborda notícias principalmente de todo estado do Rio Grande do Norte, grande Natal, Alto do Rodrigues, Pendências, Macau, Assú, Mossoró e todo interior do RN. E-mail: [email protected]

Comentários com Facebook




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.